skip to Main Content

2006 – 34ª Festival de Cinema de Gramado

Melhor Filme Brasileiro: Foram escolhidos dois – “Serras da Desordem” de Andreia Tonacci e “Anjos do Sol” de Rudi Lagemann

https://youtu.be/ozUri19iArE
Carapirú é um índio nômade que escapa de um ataque surpresa de fazendeiros. Durante dez anos, anda sozinho pelas serras do Brasil central, até ser capturado em novembro de 1988, a 2 mil quilômetros de seu ponto de partida.
Com menos de 12 anos, Maria é vendida pela família maranhense, que acredita estar mandando a menina para uma vida melhor. Depois de sofrer num prostíbulo e fugir, ela tem uma reação surpreendente quando a prostituição cruza outra vez o seu caminho.

Melhor Filme Latino: “El Violin” de Francisco Vargas

https://youtu.be/Ko7p1ZrySQk

Al regresar a casa, Don Plutarco, su hijo Genaro y su nieto Lucio descubren que el ejército atacó su pueblo por sorpresa. Su doble vida de músicos y guerrilleros ya no puede esconderse más. Mientras Genaro y la guerrilla planean el contraataque, el viejo tiene su propio plan: va solo al pueblo para rescatar las municiones, pero al tocar su violín frente a la tropa todo se complica: el Capitán un amante secreto de la música, lo obliga a regresar a tocar cada día… ¿Logrará el viejo salir vivo de las fauces del lobo para ayudar a su familia?

LONGA METRAGEM BRASILEIRO

Prêmio Especial do Júri: “Pro Dia Nascer Feliz”, de João Jardim

Melhor Filme Júri Popular: “Pro Dia Nascer Feliz”, de João Jardim

Melhor Música: Dado Villalobos, por “Pro Dia Nascer Feliz”

Melhor Direção de Arte: Oswaldo Eduardo Lioi, por “Sonhos e Desejos”

Melhor Ator Coadjuvante: Otávio Augusto, por “Anjos do Sol”

Melhor Atriz Coadjuvante: Mary Sheyla, por “Anjos do Sol”

Melhor Fotografia: Aloysio Raulino, Alziro Barbosa, Fernando Coster, por “Serras da Desordem”

Melhor Roteiro: Rudi Lagemann, por “Anjos do Sol”

Melhor Atriz: Mel Lisboa, por “Sonhos e Desejos”

Melhor Ator: Antônio Caloni, por “Anjos do Sol”

Melhor Diretor: Andrea Tonacci, por “Serras da Desordem”

LONGA METRAGEM LATINO

Prêmio Especial do Júri: “Mezcal”

Melhor Roteiro: Francisco Vargas Quevedo, por “El Violin”

Melhor Atriz: Eva Bianc, Mara Santucho e Maria Pessacq, por “Cuatro Mujeres Descalzas”

Melhor Filme (Júri Popular): “El Violin”

Melhor Ator: Don Angel Tavira, por “El Violin”

Melhor Diretor: Ignacio Ortiz Cruz, por “Mezcal”

CURTA-METRAGEM BRASILEIRO

Melhor Filme Curta 35mm: “Alguma Coisa Assim”, de Esmir Filho

Prêmio Especial do Júri – Fotografia Montagem e Som:” No Princípio Era o Verbo”

Aquisição Canal Brasil: “No Princípio Era o Verbo”

Melhor Roteiro: Virgínia Jorge, por “No Princípio Era o Verbo”

Melhor Ator: Paulo Vespúcio, por “Fúria”

Melhor Atriz: Caroline Abras, por “Alguma Coisa Assim”

Júri Popular: “Manual Para Atropelar Cachorro”

Melhor Diretor: Esmir Filho, por “Alguma Coisa Assim”

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top