skip to Main Content

1980 – 8ª Festival de Cinema de Gramado

Melhor Filme: “Gaijin – Caminhos da Liberdade”, de Tizuka Yamasaki

No início do século XX um grupo de japoneses vem para o Brasil, para trabalhar em uma fazenda de café em São Paulo. Lá eles encontram dificuldades para se adaptar pois são tratados com hostilidade, tendo que trabalhar quase como escravos e são roubados pelo patrão. Apenas alguns colonos os tratam bem, entre eles, Tonho, o contador da fazenda.

Melhor Diretor: Carlos Hugo Christensen, por “A Intrusa”

Melhor Ator: José de Abreu, por “A Intrusa”

Melhor Atriz: Isabel Ribeiro, por “Parceiros da Aventura”

Melhor Ator Coadjuvante: José Dumont, por “Gaijin – Caminhos da Liberdade”

Melhor Atriz Coadjuvante: Thelma Reston, por “Os Sete Gatinhos”

Melhor Fotografia: Antonio Gonçalves, por “A Intrusa”

Melhor Roteiro: Jorge Duran e Tisuka Yamasaki, por “Gaijin – Caminhos da Liberdade”

Melhor Trilha Sonora: John Neschling, por “Gaijin – Caminhos da Liberdade”

Melhor Montagem: Gilberto Santeiro e Francisco Sergio Moreira, por “Os Anos JK”

Melhor Cenografia: Yurita Yamasaki, por “Gaijin – Caminhos da Liberdade”

Melhor Curta-Metragem: “Um Estranho Sorriso”, de Heitor Capuzo e José Armando Pereira da Silva, e “Balas e Bolas Número 2?, de Jorge Camilo Abranches

Melhor Curta-Metragem Gaúcho: “Ave Soja, Santa Soja”, de Rubens Bender

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top