skip to Main Content

1985 – 13ª Festival de Cinema de Gramado

Melhor Filme: “A Marvada Carne”, de André Klotzel

https://youtu.be/6JPdIpFRO74
A Marvada Carne é um filme de 1985, produzido por Cláudio Kanhs, da Tatu Filmes, dirigido por André Klotzel e estrelado por Fernanda Torres, Adilson Barros e Regina Casé. Ganhou onze prêmios no Festival de Gramado.Nho Quim vagueia com o seu cachorro pelo interior na esperança de conseguir realizar seus dois sonhos: encontrar uma noiva e comer carne de vaca.

Clique nas imagens para ampliar.

Melhor Filme do Júri Popular: “Noite”, de Gilberto Loureiro

Prêmio Especial: Carla Camuratti, por “Estrela Nua”

Prêmio Especial: Antonio Penido, pela fotografia de “Noite”

Prêmio Especial: Dionísio Azevedo, por “A Marvada Carne”

Prêmio Edgard Brazil (troféu oferecido pela Kodak do Brasil ao Melhor Diretor de Fotografia): Pedro Farkas, por “A Marvada Carne”

Prêmio Vasp de Melhor Diretor: André Klotzel, por “A Marvada Carne”

Prêmio Vasp de Melhor Ator: Paulo César Pereio, por “Noite”

Prêmio Vasp de Melhor Atriz: Fernanda Torres, por “A Marvada Carne”

Melhor Diretor: André Klotzel, por “A Marvada Carne”

Melhor Ator: Paulo César Pereio, por “Noite”

Melhor Atriz: Fernanda Torres, por “A Marvada Carne”

Melhor Ator Coadjuvante: Otávio Augusto, por “Noite”

Melhor Atriz Coadjuvante: Cristina Aché, por “Noite” e “Estrela Nua”

Melhor Fotografia: Pedro Farkas, por “A Marvada Carne”

Melhor Roteiro: André Klotzel, por “A Marvada Carne”

Melhor Música Adaptada: Eid Ribeiro, por “Ela e os Homens”

Melhor Música Original: Rogério Duprat, por “A Marvada Carne”

Melhor Som: Romeu Quinto e Líco Marcos de Oliveira, por “Patriamada”

Melhor Edição: Alain Fresnot, por “A Marvada Carne”

Melhor Cenografia: Adrian Cooper, por “A Marvada Carne”

Curta-Metragem Nacional/Menção Especial: “Frei Tito”, de Marlene França e Eclipse

Melhor Curta-Metragem Nacional: “A Longa Viagem”, de Francisco Botelho Júnior

Melhor Curta-Metragem Júri Popular: “O Bom Pastor”, de Roberto Carvalho

Melhor Direção de Curta-Metragem: Artur Omar, por “O Som”

Melhor Montagem de Curta-Metragem: Aída Marques, por “O Príncipe de Fogo”

Melhor Fotografia em Curta-Metragem: José Rodolfo Eliezer, por “Folguedos no Firmamento”

Melhor Curta-Metragem Gaúcho: “As Cobras”, de Otto Guerra Neto, José Maia e Lancast Motta, e “Cone Sul”, de José Guilherme Reis da Silva e Ênio Staub

Melhor Diretor de Curta-Metragem Gaúcho: Nelson Nadotti, por “Madame Cartô”

Melhor Atriz em Curta-Metragem: Cláudia Meneghetti, por “Madame Cartô” e “Colombina Forever”

Melhor Ator em Curta-Metragem: Pedro Santos, por “Madame Cartô”

Melhor Fotografia em Curta-Metragem: José Rodolfo Eliezer, por “Folguedos no Firmamento”

Melhor Fotografia em Curta-Metragem: Norberto Lubisco, por “Carossel”, “Madame Cartô” e “Ano Novo, Vida Nova”

Melhor Montagem de Curta-Metragem: Vera Freire, por “Madame Cartô”

Melhor Roteiro de Curta-Metragem: David Quintana e Sérgio Silva, por “Colombina Forever”

Melhor Cenografia em Curta-Metragem: Sérgio Silva, por “Colombina Forever”

Melhor Música Original de Curta-Metragem: Glauco Sagebin, por “As Cobras”

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top