skip to Main Content

Sessão solene entrega Moção de Aplausos e troféu Cidade Jardim das Hortênsias

Fotos: Letícia de Lima/Câmara de Gramado

Escultor Bezz Batti e Comunidade Evangélica Luterana foram homenageados

A Câmara de Vereadores de Gramado realizou sessão solene na noite desta terça-feira, dia 15. Na ocasião, foram entregues a Moção de Aplausos ao artista plástico João Bezz Batti Filho, pela sua trajetória no cenário das artes e passagem dos seus 80 anos, e também o troféu Cidade Jardim das Hortênsias em homenagem aos 100 anos da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Gramado.

A Moção foi proposta pelo vereador Renan Sartori (MDB) e aprovada por unanimidade pelos demais parlamentares na sessão da semana anterior. Em seu pronunciamento, Bezz Batti destacou as belezas e amor que sente por Gramado. “Nunca me senti tão emocionado em uma homenagem. Me sinto muito honrado, esse troféu vai para o meu currículo para o resto da minha vida”, disse o escultor.

Já o pastor Maurício Ronan Naguel recebeu o troféu das mãos do proponente Professor Daniel (PT). A homenagem foi aprovada ainda no ano passado por todos os vereadores. Durante a cerimônia, o pastor Maurício Ronan Naguel, falou sobre as conquistas da comunidade nesses últimos 100 anos e enfatizou a importância de se pensar no futuro. “Não podemos ser lembrados apenas como ponto turístico, mas também como parte viva e atuante da nossa comunidade”, complementou.

Trajetória

João Bezz Batti Filho é natural de Venâncio Aires (RS). Foi na infância, aos quatro anos de idade, que ele teve o primeiro contato com pedras às margens do Rio Taquari, município de General Câmara. Assim, o menino começou a colecionar pedras moldadas pela natureza.

Mudou-se para Porto Alegre na adolescência, aos 18 anos conheceu o artista plástico escultor Vasco Prado, tornando-se aluno e discípulo. Em toda sua trajetória buscou aperfeiçoamento no trabalho escultórico, conquistou prêmios e expôs sua arte pelo Brasil e mundo. Em 2015 sua história se cruza com Gramado. Foi nesse ano que o artista montou sua primeira exposição na cidade.

Bezz Batti realizou uma pesquisa sobre o basalto de Gramado e ministrou oficinas para crianças das escolas do município e, contando histórias sobre sua infância, incentivou uma série de atividades educacionais no município. Realiza, na cidade, uma de suas mais importantes exposições, evento que marca seus 80 anos: “Dialogando com Picasso”. A mostra segue até o dia 3 de abril no Centro de Cultura Prefeito Arno Michaelsen, junto ao Lago Joaquina Rita Bier.


100 anos de participação comunitária

Em 9 de outubro de 1921, foi criada a Comunidade de Gramado, tendo inicialmente 18 famílias. Em 1923, foi construída a capela e em agosto de 1926 o pastor Friedrich Julius Ziegler veio da Alemanha para trabalhar em Gramado e, com isso, a comunidade passou a ser sede paroquial, recebendo o nome de Paróquia Evangélica de Gramado. No ano seguinte a comunidade já contava com 203 membros.

Atualmente entre homens, mulheres, crianças e adultos a comunidade é formada por 1.561 pessoas. A Paróquia, por sua vez, é formada por outras seis comunidades: Linha Araripe, Linha Marcondes, Várzea Grande, Quilombo, Serra Grande I e Serra Grande II. A Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Gramado tem à sua frente o pastor Maurício Ronan Nagel.

Em 1961, a Igreja Apóstolo Paulo foi inaugurada e, neste mesmo ano, foi dotada de um relógio, cujo bater das horas se tornou referência para os moradores da cidade. Entre as ações que desenvolve hoje estão o Canto Coral, o Grupo de Casais e o Café dos Homens.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top