skip to Main Content

As vestimentas de uma cidade

Estar na moda é costume das pessoas que buscam na roupa que vestem uma maneira de fazer parecer diferente um manequim que é sempre igual. Adaptar-se à maneira moderna de se vestir significa apenas que estamos querendo mostrar nova figura ao que aparece e ao que não aparece. E com as cidades acontecem as mesmas habituais trocas de roupa.

Interessando-se pelo que nos diz respeito, podemos tomar Gramado como cidade que está sempre na moda. As vestimentas com que se cobre mudam ao compasso dos movimentos do calendário. Tão impetuosa é ///que ignora até as estações do ano, eis que em um século inteiro acostumou-se a conviver com o frio e o calor, mesmo que estejam escandalosamente fora de época.

As vestimentas que cobrem Gramado em cada tempo, primam mais pela inovação do que pela originalidade, mostrando, às vezes, emocionantes contrastes. Por exemplo: em certo tempo, as ruas e calçadas da cidade são ocupadas por artistas de cinema que esbanjam seu charme, ao agrado de encantados admiradores das artes; em outro tempo esses mesmos locais são ocupados por bois puxando carroças; então, ao agrado de citadinos que descobrem a rude dignidade do grupo de gramadenses que ocupam nosso território colonial.

Porém, a roupa que traz mais glória e beleza a Gramado é a que ela usa durante o natal, quando se veste de Papai Noel. Nesse tempo pratica suave contraponto, pois desfila sensibilidade feminina protegida pela força masculina e duradoura do sempre aguerrido Papai Noel. E o tempo já comprovou que as vestimentas natalinas de Gramado nunca sairão de moda, nem perderão os encantos de sua aparência porque estão implantadas na cidade do Brasil  que mais deu valor às comemorações natalinas. 

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top