skip to Main Content

Entrevista Roberta Pletsch

Roberta Pletsch é Diretora de Relacionamento da Merkator Feiras e Eventos. É turismóloga e especialista em marketing. Beta, assim como gosta de ser chamada, lidera a promotora, seguindo os passos do seu pai, Frederico Pletsch, com entusiasmo e paixão. Além do desafio de ser empreendedora, Beta tem outras paixões: família, praia, sol e beach tennis.

gramadomagagzine.com.br: Roberta, liste os eventos e as datas que estão programados para este ano de 2021, por parte de sua empresa, com realização em Gramado.

Roberta Pletsch:  A Merkator Feiras e Eventos é a realizadora do SICC – Salão Internacional do Couro e do Calçado, que ocorre de 24 a 26 de maio de 2021, no Serra Park, e é a promotora da Zero Grau, Feira de Calçados e Acessórios, que ocorre  de 15 a 17 de novembro, também no Serra Park.


gramadomagagzine.com.br: Em número de pessoas, quantos empregos fixos e temporários representam estes eventos para o setor no RGS? Quais setores de serviços que envolvem a organização de uma feira?

Roberta Pletsch: Não sabemos precisar quantos empregos fixos e temporários ao total, mas sabemos que envolvemos muita gente. Desde do agricultor que prepara os insumos para um restaurante se preparar para o fluxo de pessoas, até o pessoal de montagem da feira. Envolvemos setores de alimentação, hospedagem, transporte, indústria calçadista, varejo calçadista, imprensa, comunicação visual, tecnologia, automação, segurança, limpeza, recepcionista, turismo, entre outros.

gramadomagagzine.com.br: Para o município de Gramado, o que representa de tributos a realização dos eventos aqui citados, considerando a geração de trabalho terceirizado, a utilização da hotelaria, da gastronomia e lógico, o comércio e outros atrativos, envolvendo todos os que fazem parte do evento?

Roberta Pletsch:  Somos representativos para a cidade de Gramado. As feiras realizadas pela Merkator movimentam bastante. Não só de tributos pagos pela promotora, mas de tributos pagos pelas empresas expositoras e visitantes que utilizam a estrutura da cidade. Sabemos que os restaurantes e hotéis ficam lotados nos dias dos nossos eventos. A Merkator tem como diretriz unir turismo e negócios, e por essa razão os lojistas que vão para nossas feiras sempre ficam mais dias na cidade para aproveitar as atrações que a Serra Gaúcha oferece.

gramadomagagzine.com.br: Quantos leitos e média de diárias os eventos programados ocupam no ano?

Roberta Pletsch:  Normalmente compramos, por ano, em torno de 4.500 apartamentos, o que representa em torno de 13.500 diárias, e trabalhamos com aproximadamente 70 hotéis entre Gramado e Canela…
Lembrando que a Merkator oferece cortesia de hotel para os lojistas que são previamente convidados para nossos eventos. Ou seja, é a própria promotora que paga diretamente ao hotel. Mas não podemos esquecer da quantidade de apartamentos que nossos expositores compram da rede hoteleira, sendo que são em torno de 350 expositores no SICC, e 300 na Zero Grau, sem falar nos representantes e outros visitantes que vem para Gramado sem o subsídio da promotora.

gramadomagagzine.com.br: Qual a movimentação, em sua opinião, deve ser feita para que os eventos corporativos voltem a acontecer, sendo colocados no calendário e firmados, para que o visitante do setor possa se programar com antecedência para vir?
 
Roberta Pletsch: Fizemos a Zero Grau em novembro de 2020, e vimos que é possível fazer feira em plena pandemia. Cumprimos todos os protocolos do Governo do Estado e acreditamos que em breve estaremos de volta, pois agora já sabemos como executar o evento, garantindo segurança e principalmente a saúde de todos os envolvidos. Acredito que com a vacinação aumentando, e as pessoas sendo vacinadas, naturalmente ficarão mais seguras e estarão prontas para viajar e voltar a frequentar feiras com o mesmo entusiasmo de sempre.

gramadomagagzine.com.br: A título de curiosidade para nosso Leitor e Leitora, leigos no assunto, qual o preparo que um lojista precisa fazer para chegar a Gramado e comprar nas feiras?

Roberta Pletsch:  O lojista já se programa com as datas das feiras da Merkator e antecipadamente recebe nosso contato. A Merkator auxilia ele em todo processo de logística de passagem, hospedagem, programação da feira e recepção. Para realizar as suas compras, o lojista precisa entender as tendências da próxima estação, mas acima de tudo entender o seu cliente, ou seja, o que o seu consumidor compra. Isso facilita o lojista no preparo das suas compras dentro da feira, sendo mais assertivo e resultando em bons negócios não só pra indústria expositora como para ele num futuro próximo.

gramadomagagzine.com.br: O que representa, se é que podes mensurar, a importância dos eventos realizados por sua empresa para o setor do calçadista para o estado do RGS?

Roberta Pletsch: As nossas feiras são responsáveis pelos lançamentos das principais coleções: SICC / primavera verão  e Zero Grau /  outono inverno. Somos o palco para que a indústria calçadista mostre ao mercado os seus diferenciais. Para as empresas do RS a feira proporciona o contato direto com lojistas de todo o Brasil e importadores de diversos países. Enxergo como uma oportunidade de mostrar a qualidade do produto, a moda e a tecnologia que nosso estado tem na produção calçadista. Lembrando que o setor coureiro-calçadista tem grande representatividade na economia brasileira. A produção de caçados registrou em 2019 o total de R$23,9 bilhões, representando cerca de 0,4% do PIB total do país.


 

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top