skip to Main Content

2018 – 46º Festival de Cinema de Gramado

Melhor Filme Brasileiro: Las Herederas, de Marcelo Martinessi

“Las herederas” es una película paraguaya que ganó el Oso de Oro de Berlín como Mejor actriz (Ana Brun) y el Premio Alfred Bauer. La cinta ha causado opiniones divididas en su país de origen, por un lado los conservadores la califican como una historia que rompe los estereotipos morales de la nación y por el otro, los que apoyan que por fin Paraguay haga un cine más abierto a lo que sucede en el mundo actualmente. ¡Un triunfo!

Melhor Filme Estrangeiro: Ferrugem, de Aly Muritiba

Tati e Renet já estavam compartilhando fotos, vídeos e música pelos seus celulares e na última viagem da escola eles começaram a trocar olhares. No entanto, o que poderia ter sido o começo de uma história de amor torna-se um fim.
46º Festival de Cinema de Gramado . Palácio dos Festivais. Foto: Edison Vara/Pressphoto
46º Festival de Cinema de Gramado – Projeto Educavideo – Foto: Cleiton Thiele / Pressphoto
46º Festival de Cinema de Gramado – Os ganhadores dos Kikitos – Foto: Edison Vara / Pressphoto
Longas estrangeiros

Melhor Fotografia: Nelson Waisntein, por Averno

Melhor Roteiro: Marcelo Martinessi, por Las Herederas

Melhor Ator: Nestor Guzzini, por Mi Mundial

Melhor Atriz: Ana Brum, Margarita Irun e Ana Ivanova, por Las Herederas

Prêmio Especial do Júri: Averno, de Marcos Loayza

Melhor Filme do Júri Popular: Las Herederas, de Marcelo Martinessi

Melhor Direção: Marcelo Martinessi, por Las Herederas

Longas brasileiros

Melhor Desenho de Som: Alexandre Rogoski, por Ferrugem

Melhor Trilha Musical: Max De Castro e Wilson Simoninha, Por Simonal

Melhor Direção de Arte: Yurika Yamazaki, por Simonal

Melhor Montagem: Gustavo Giani, por A Voz Do Silêncio

Melhor Ator Coadjuvante: Ricardo Gelli, por 10 Segundos Para Vencer

Melhor Atriz Coadjuvante: Adriana Esteves, por Benzinho

Melhor Fotografia: Pablo Baião, por Simonal

Melhor Roteiro: Jessica Candal e Aly Muritiba, Por Ferrugem

Melhor Ator: Osmar Prado, por 10 Segundos Para Vencer

Melhor Atriz:  Karine Telles, por  Benzinho

Menção Honrosa: A Cidade Dos Piratas, de Otto Guerra

Melhor filme do Júri Popular: Benzinho, de Gustavo Pizzi

Melhor Direção: André Ristum, por A Voz Do Silêncio

Prêmios da Crítica

Melhor filme em curta-metragem brasileiro: Torre

Melhor filme em longa-metragem estrangeiro: Las Herederas

Melhor filme em longa-metragem brasileiro: Benzinho

Curta-metragem brasileiro

Melhor Desenho de Som: Fábio Carneiro Leão, por Aquarela

Melhor Trilha Musical: Manoel do Norte, por A Retirada Para Um Coração Bruto

Melhor Direção de Arte: Pedro Franz e Rafael Coutinho, por Torre

Melhor Montagem: Thiago Kistenmacker, por Aquarela

Melhor Fotografia: Beto Martins, por Nova Iorque

Melhor Roteiro: Marco Antônio Pereira, por A Retirada Para Um Coração Bruto

Melhor Ator: Manoel do Norte, por A Retirada Para Um Coração Bruto

Melhor Atriz: Maria Tugira Cardoso, por Catadora de Gente

Prêmio Especial do Júri: Estamos todos aqui, de Chico Santos e Rafael Mellim

Prêmio Canal Brasil de Curtas: Nova Iorque, de Leo Tabosa

Melhor Filme do Júri Popular: Torre, de Nádia Mangolini

Melhor Direção: Fábio Rodrigo, por Kairo

Melhor Filme: Guaxuma, de Nara Normande

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top