Edição Nº 562 - 20/09/2017

20/09/2017

Rio Grande do Sul, o melhor lugar é aqui!

Ah! Eu sou gaúcho!

 

O gaúcho representa para mim: chimarrão, chaleira, bandeira,  lenço, faixa e chapéu do meu tamanho. Esta imagem foi registrada por Valentin Leidens Streliaev, em sua casa, Canela/RS

 

De sua fazenda em Bom Jesus/RS, Irineu Dressel faz o caminho a cavalo até a cidade. Crédito: Arquivo pessoal.

 

Origem das cores da bandeira do RS - A faixa verde representa a mata dos pampas gaúchos, a vermelha simboliza o ideal revolucionário e a coragem do povo e a cor amarela representa as riquezas nacionais do território gaúcho. No centro da bandeira há o brasão do Rio Grande do Sul, onde encontramos os dizeres: República Rio-Grandense, 20 de setembro de 1835. Fonte: 
www.suapesquisa.com/estadosbrasileiros/bandeira_rio_grande_do_sul.htm. Crédito da imagem: gauderiosdosul.webnode.com.br

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre. Crédito: Tela Tomazeli

 

Gaúcho, a palavra

Até a metade do século passado, eram chamados gaúchos os aventureiros, ladrões de gado e malfeitores – homens “sem lei, nem rei”, que viviam nos campos. No início, quando a atividade se resumia à extração do couro do gado selvagem, os habitantes do Pampa eram designados como guascas, palavra que significa tira de couro cru. Por volta de 1770, vai aparecer o termo “gaudério”, segundo o historiador Emilio Coni. Diz ele que a expressão gaúcho torna-se corrente nos documentos a partir de 1790.

Quanto à origem da palavra, há muitas divergências. Alguns autores afirmam que o termo gaúcho provém do guarani. Significaria “homem que canta triste”, aludindo provavelmente à “cantilena arrastada dos minuanos”. A maioria dos autores rio-grandenses, no entanto, aceita outra explicação: seria uma corruptela da palavra Huagchu, de origem quêchua, traduzida por gaúcho, que significa órfão e designaria os filhos de índia com branco português ou espanhol, “registrados nos livros de batismo dos curas missioneiros simplesmente como filho de fulano com uma china das Missões”, de acordo com Augusto Meyer. Fonte: História Ilustrada do Rio Grande do Sul – Edição Revisada e ampliada/2015 – Concepção e pesquisa: Caco Schmitt, Elmar Bones da Costa, Ricardo Fonseca.

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Somos formados dessa mistura, carregada de preconceitos

Certamente pensei duas, três, quatros vezes antes de publicar a origem da palavra gaúcho e, do povo gaúcho. Em quão depreciativo é o significado de nossa denominação, mas não! Reflito que dessas informações históricas e, considerando sua verdade, somos formados dessa mistura, carregada de preconceitos.

Acredito nessa reflexão, sem tornar-me menor, como cada cidadão, gaúcho ou não, deveria buscar na sua origem a referência de conduta, seja de transformação, seja de aceitação, seja de tolerância.

A soberba dos povos os torna indisponíveis ao convívio com seu semelhante e, transforma nossa sociedade em derradeira disputa de valores ‘morais’, desnudos de generosidade para com a realidade do próximo.

Observemo-nos, conheçamo-nos e, por certo, não mais teremos tempo para a incompreensão que hoje rege a humanidade, essa, advinda do Sapiens, com uma diferença, hoje temos todas as condições de reflexão que outrora, o homem em formação da sociedade, não dispunha.

Tela Tomazeli

Ah! Eu sou gaúcha!

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

No inicio era assim

Ponta meridional onde o Brasil mistura hábitos, língua, cultura e paisagens, com os vizinhos do Prata, estamos na última fronteira conquistada pela colonização portuguesa na América. Tudo aqui é transição e fronteira: do Planalto ao Pampa, da Serra à Planície, da influência tropical ao clima temperado, do português ao espanhol na língua.

Nosso território já foi coberto por gelo e teve montanha nevadas, submerso em águas salobras e, depois, pelas areias do deserto. Pelo solo, vincula-se à grande bacia sedimentar do ri Paraná, mas também expõe granitos do maciço central brasileiro. Pela costa, as últimas escarpas da Serra do Mar descem ao nível do mar e dão sequência a um fabuloso conjunto das lagoas costeiras. Fonte: História Ilustrada do Rio Grande do Sul – Edição Revisada e ampliada/2015 – Concepção e pesquisa: Caco Schmitt, Elmar Bones da Costa, Ricardo Fonseca.

 

"Tira um pedaço ai prá guria que atravessu o barro só para fazer uma fotografia", disse o assador. E que carne prezado leitor, sinto o sabor até agora! Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Erva-Mate

Invenção dos índios, o chimarrão chegou a ser condenado pelos padres jesuítas. “O demônio, por meio de algum feiticeiro, inventou-a”, diziam da erva-mate.

Em 1660, a Companhia de Jesus fez a seguinte oferta a Coroa espanhola: cada índio entre 18 e os 50 anos passaria a pagar uma quantia mínima anual de impostos... A boa condução política, por parte dos padres, resultou quatro anos mais tarde em isenção fiscal para os guaranis. Eles puderam exportar seus excedentes de erva-mate, sem pagar imposto de circulação, até o limite de 180 toneladas por ano.

Essa conquista dos povos missioneiros dá uma ideia da importância da erva-mate na vida dos guaranis. Era deles a erva chamada caamini (pura folha), que alcançava do dobro do preço em todos os mercados, em detrimento da erva comum, com paus, produzida por comerciantes brancos. Os primeiros ervais foram implantados em 1707, e a primeira colheita se deu dez anos depois. Em toda região missioneira, e produção de erva-mate representava mais da metade da produção – o restante era dividido entre algodão, fumo, couros e açúcar. Fonte: História Ilustrada do Rio Grande do Sul – Edição Revisada e ampliada/2015 – Concepção e pesquisa: Caco Schmitt, Elmar Bones da Costa, Ricardo Fonseca.

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

OS 10 MANDAMENTOS DO CHIMARRÃO

Apesar de simples e informal, a roda de chimarrão tem suas regras. Verdadeiros mandamentos, que devem ser respeitados por todos. Se você é iniciante ou está redescobrindo o costume, observe esses pontos relacionados com boa dose de humor:

1 – NÃO PEÇAS AÇÚCAR NO MATE

O gaúcho aprende desde piazito o porquê o chimarrão se chama também mate amargo ou, mais intimamente, amargo apenas. Mas se tu és de outros pagos, mesmo sabendo, poderá achar que é amargo demais e cometer o maior sacrilégio que alguém pode imaginar nesse pedaço do Brasil: pedir açúcar. Pode-se por água, ervas exóticas, cana, frutas, cocaína, feldspato, dollar, etc… mas jamais açúcar. O gaúcho pode ter todos os defeitos do mundo, mas não merece ouvir um pedido desses. Portanto, tchê, se o chimarrão te parece amargo demais, não hesites, pede uma coca-cola com canudinho. Tu vais te sentir bem melhor.

2 – NÃO DIGAS QUE O CHIMARRÃO É ANTI-HIGIÊNICO

Tu podes achar que é anti-higiênico por a boca onde todo mundo põe. Claro que é. Só que tu não tens o direito de proferir tamanha blasfêmia em se tratando de chimarrão. Repito: pede uma coca-cola de canudinho. O canudo é puro como a água de sanga (pode haver coliformes fecais e estafilococos dentro da garrafa, não nele).

3 – NÃO DIGAS QUE O MATE ESTÁ QUENTE DEMAIS

Se todos estão chimarreando sem reclamar da temperatura da água, é porque ela é perfeitamente suportável por pessoas normais. Se tu não és uma pessoa normal, assume tuas frescuras (caso desejes te curar, recomendamos uma visita ao analista de Bagé). Se, porém, te julgas perfeitamente igual aos demais, faze o seguinte: vai para o Paraguai. Tu vai adorar o chimarrão de lá.

4 – NÃO DEIXES UM MATE PELA METADE

Apesar da grande semelhança que existe entre o chimarrão e o cachimbo da paz, há diferenças fundamentais. Como o cachimbo da paz, cada um dá uma tragada e passa-o adiante, já o chimarrão não. Tu deves tomar toda a água servida até ouvir o ronco da cuia vazia. A propósito, leia logo o mandamento abaixo.

5 – NÃO TE ENVERGONHES DO “RONCO” NO FIM DO MATE

Se, ao acabar o mate, sem querer fizer a bomba “roncar”, não te envergonhes. Está tudo bem, ninguém vai te julgar mal-educado. Esse negócio de chupar sem fazer barulho vale para a coca-cola com canudinho que tu podes até tomar com o dedinho levantado (fazendo pose de assumida).

6 – NÃO MEXAS NA BOMBA

A bomba de chimarrão pode muito bem entupir, seja por culpa dela mesma, da erva ou de quem preparou o mate. Se isso acontecer, tens todo o direito de reclamar. Mas por favor, não mexas na bomba. Fale com quem te passou o mate ou com quem lhe passou a cuia. Mas não mexas na bomba, não mexas na bomba e, sobretudo, não mexas na bomba.

7 – NÃO ALTERE A ORDEM EM QUE O MATE É SERVIDO

Roda de chimarrão funciona como cavalo de leiteiro. A cuia passa de mão em mão, sempre na mesma ordem. Para entrar na roda, qualquer hora serve, mas depois de entrar, espera sempre a tua vez e não queiras favorecer ninguém, mesmo que seja a mais prendada prenda do estado.

8 – NÃO CONDENES O DONO DA CASA POR TOMAR O PRIMEIRO MATE

Se tu julgas o dono da casa um grosso por preparar o chimarrão e tomar ele próprio o primeiro mate, saibas que o grosso és tu. O pior mate é o primeiro, e quem toma está te prestando um favor.

9 – NÃO DURMAS COM A CUIA NA MÃO

Tomar mate solito é um excelente meio de meditar sobre as coisas da vida. Tu mateias sem pressa, matutando… E às vezes te surpreendes até imaginando que a cuia não é cuia, mas o quente seio moreno daquela chinoca faceira que apareceu no baile do Gaudêncio… Agora, tomar chimarrão numa roda é muito diferente. Aí o fundamental não é meditar, mas sim integrar-se à roda. Numa roda de chimarrão, tu falas, discutes, ris, xingas, enfim, tu participas de uma comunidade em confraternização. Só que essa tua participação não pode ser levada ao extremo de te fazer esquecer a cuia que está na tua mão. Fala quanto quiseres mas não esqueças de tomar o teu mate que a moçada tá esperando.

10 – NÃO DIGAS QUE O CHIMARRÃO DÁ CÂNCER NA GARGANTA

Pode até dar. Mas não vai ser tu, que pela primeira vez pega na cuia, que irás dizer, com ar de entendido, que o chimarrão é cancerígeno. Se aceitaste o mate que te ofereceram, toma e esqueces o câncer. Se não der para esquecer, faz o seguinte: pede uma coca-cola com canudinho que ela etc… etc… Fonte: http://www.chimarrao.com/ Pércio de Moares

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Molho da massa gaúcha. Tudo, tudo que foi para o espeto e sobrou vai para panela para fazer o molho. Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

A Revolução Farroupilha

"Os gaúchos se rebelam, fundam uma República e escrevem a mais empolgante página de sua história, numa época em que se lutava contra a monarquia no mundo inteiro".

"O Governo Central aumenta tributos e toma medidas que prejudicam o comércio das mercadorias gaúchas. Era o que faltava para a revolta".

 

Movida pelas ideias liberais que varriam o mundo, estimulada pelo sucesso das Repúblicas da Argentina e do Uruguai e acelerada pelos interesse econômicos locais, a Revolução Farroupilha teve ainda a impulsioná-la um quadro político radicalizado.

Em oposição aos conservadores da Sociedade Militar, colocavam-se os liberais. Esses se dividiam em duas correntes – a liberal moderada (chimangos) e a liberal exaltada (farroupilhas). Os chimangos, por sua vez, subdividiam-se em liberais republicanos e liberais monarquistas. Entre os liberais monarquistas - pelo menos publicamente, já que pertencia à Guarda Nacional -, colocava-se o próprio Bento Gonçalves.

Muito forte no Rio de Janeiro, o grupo dos farroupilhas teve sua versão gaúcha implantada em Porto Alegre, em 1832. No ano seguinte, promoveu na capital o levante popular contra a instalação da Sociedade Militar, acusada de conspirar pela volta de D. Pedro I. Portanto, o nome farroupilha e sua simplificação, farrapo, eram anteriores à revolução rio-grandense, embora também tenham designado seus seguidores.

As correntes liberais eram maioria na Assembleia. Os mais exaltados enfraqueceram o governo de Fernandes Braga. Indicado pelo próprio Bento Gonçalves para o cargo. Braga passou a defender posições conservadoras: em 20 de abril de 1835, acusou a existência de um movimento republicano separatista. Exatos cinco meses depois, uma frente política que incluía todas as correntes oposicionistas – na quais, na verdade, os separatistas eram minoria – colocou as tropas na rua, avançou sobre Porto Alegre e obrigou Fernandes Braga a fugir. Fonte: História Ilustrada do Rio Grande do Sul – Edição Revisada e ampliada/2015 – Concepção e pesquisa: Caco Schmitt, Elmar Bones da Costa, Ricardo Fonseca.

 

Acampamento Farroupilha, Porto Alegre/RS. Crédito: Tela Tomazeli

 

malbec

Região de Gramado e Canela será palco para a 1ª TSG neste sábado

Corrida terá 66,7 km de percurso com descidas, subidas e trechos desafiadores para os participantes

No próximo dia 23/09 acontecerá na região de Gramado e Canela a primeira TSG - Travessia Serra Gaúcha, uma competição de alto nível técnico, estratégico e psicológico para os amantes de corridas e maratonas. Serão 66,7 km de percurso com descidas e subidas por estradas irregulares e de chão batido, numa região considerada uma das mais bonitas do Rio Grande do Sul.

“A TSG tem como característica trechos de longas subidas que deverão proporcionar um desafio maior para os concorrentes e que fazem dela uma verdadeira travessia a ser encarada pelos fortes”, observa Antônio João Freire, idealizador da TSG. Além dos trechos desafiadores, o percurso prevê uma rota de caráter festivo e não competitiva pela Avenida das Hortênsias, ligando Canela a Gramado, que unirá os participantes em uma grande confraternização.

A corrida se desenvolverá em três etapas, sendo a primeira bateria pela manhã com largada de Gramado às 8h e aproximadamente 30km, divididos em 3 trechos com cerca de 10km. Em seguida, haverá o trote festivo de 7,7km no retorno entre Canela e Gramado. Por fim, a corrida encerra com uma segunda bateria a tarde, repetindo os mesmos 30 km da manhã, também divididos em 3 trechos com cerca de 10km. O resultado final da prova será o somatório dos tempos das etapas da manhã e da tarde. A duração do trote não será computada para as equipes.

Continue lendo

Canela recebe o 1º Pedal Trail Running Região das Hortênsias

Canela recebe o 1º Pedal Trail Running Região das Hortênsias

 

O municipio de Canela recebe neste domingo (24) o 1º Pedal Traill Running Região das Hortênsias. Trata-se de uma competição esportiva que mescla as modalidades corrida e ciclismo, em um percurso por trilhas tendo como cenário as belas paisagens do interior do município. A concentração dos atletas, assim como os pontos de partida e largada, serão na Fazenda Sonho Meu, no Saiqui. A expectativa dos organizadores é de que o evento reúna cerca de 200 participantes vindos de 70 cidades de diversas regiões do Estado.

 

Inscrições

As inscrições para o 1º Pedal Traill Running Região das Hortênsias podem ser efetuadas até a próxima sexta-feira (22) no site www.sprinta.com.br.

caracol

Caio Tomazeli prepara lançamento do seu quarto livro

Caio Tomazeli estará presente na Feira do Livro de Porto Alegre com o lançamento do seu quarto livro, agendado para o dia 10 de Novembro com seção de autógrafos e uma mesa de debates sobre o tema.

A obra, com o título “Evoluir, Estratégias para a Vida“ desenvolve a temática do potencial estratégico de desenvolvimento pessoal pelo conhecimento e autoconhecimento. O texto tem um conteúdo aplicável na vida pessoal, na atividade empresarial e negócios.

Seus livros anteriores são Marketing Político; Marketing como Vetor para o Desenvolvimento Econômico; Entre o Estado Liberal e a Democracia Direta e sua segunda edição com novo título, A Democracia do Futuro.

Caio é empresário e consultor, com formação em Administração de Empresas pela FACCAT, Economia pela UNISINOS, Pós-graduação em Marketing pela ESPM e Mestrado em Filosofia pela PUC-RS.

Em sua trajetória atuou no setor público e privado, foi dirigente de entidades empresariais, participou de conselhos de administração em empresas e foi professor universitário na UCS em Caxias do Sul e Canela e também na UNISINOS em São Leopoldo. 

prawer

'La La Land: Cantando Estações' encerra temporada 2017 do Cine Gourmet no Casa da Montanha

'La La Land: Cantando Estações' encerra temporada 2017 do Cine Gourmet no Casa da Montanha

Crédito; Divulgação

 

Última edição de 2017, entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro, terá a conceituada chef baiana Morena Leite e musical indicado a 14 Oscars como tema

A temporada 2017 do balado projeto cultural gastronômico está chegando ao fim. Neste ano, que grandes inspirações cinematográficas foram tema para jantares inéditos e exclusivos, o grand final terá o musical mais aclamado do último ano.

Entre os dias 29 de setembro e 1º outubro, o Hotel Casa da Montanha (Av. Borges de Medeiros, 3166), em Gramado, celebrará a última edição do Cine Gourmet com o filme La La Land: Cantando Estações, de Damien Chazelle, com os astros Ryan Gosling e Emma Stone no elenco.

E a responsável por preparar as delícias inspiradas neste sucesso indicado a 14 Oscars será a renomada chef baiana Morena Leite, ela é formada na prestigiada escola de culinária francesa Le Cordon Bleu e está à frente do Restaurante Capim Santo, de São Paulo.

 

Chef Morena Leite. Crédito: Divulgação

Continue lendo

Centro Municipal de Cultura passa a abrir em finais de semana

Centro Municipal de Cultura passa a abrir em finais de semana

Crédito: Divulgação/Prefeitura de Gramado

 

A partir do próximo final de semana, nos dias 23 e 24, o Centro Municipal de Cultura Prefeito Arno Michaelsen passará a abrir aos sábados e domingos para a visitação de exposições artísticas. O horário de funcionamento será das 10h às 18h nos sábados e das 10h às 17h nos domingos.

No primeiro final de semana, comunidade e turistas poderão conferir gratuitamente a Coletiva de Escultores do Rio Grande do Sul, com obras de artistas de todo o estado, e a Mostra de Fotos de Santa Maria do Herval, produzida pelo fotógrafo Silvestro Schuck.

O Centro Municipal de Cultura Prefeito Arno Michaelsen é localizado junto ao Lago Joaquina Rita Bier, na rua Leopoldo Rosenfeldt, 818, bairro Planalto. Mais informações pelo telefone (54) 3286.4323.

fenin

Escola Gentil Bonato - Gramado - contará com comissão de intervenção

A Prefeitura de Gramado, através da Secretaria da Educação, após tomar conhecimento de supostas irregularidades envolvendo merenda escolar na Escola Municipal de Ensino Fundamental Gentil Bonato, conforme denúncias do ano de 2016, imediatamente levou o caso aos órgãos competentes para a devida apuração dos fatos. Além da abertura de sindicância administrativa, o caso está sendo apurado pela polícia civil.

No entanto, a forma com que alguns veículos de comunicação abordaram o fato, bem como o debate gerado em redes sociais, causou descontentamento e desconforto em pais, professores, alunos e funcionários da escola.

Mediante a situação, em 18 de Setembro, através de solicitação da Secretaria da Educação, o prefeito João Alfredo de Castilhos Bertolucci – Fedoca (PDT) decretou intervenção administrativa de 30 dias na Escola Gentil Bonato, podendo ser renovada enquanto perdurarem os motivos que levaram à execução da mesma.

Esta ação não visar alterar o quadro funcional do educandário, ou seja, nenhum servidor será afastado. O objetivo é garantir a segurança, integridade e atendimento das necessidades do corpo docente e discente da escola.

Os membros da comissão serão: Marina Basei (representante do Conselho Municipal de Educação), Felipe Catani (representante da Secretaria da Fazenda), Carine Feier (representante do Controle Interno da Prefeitura de Gramado), Gelson Oliveira (representante da Secretaria Municipal da Educação).

A partir desta quinta-feira, 21 de Setembro, a representante do Conselho Municipal de Educação, Marina Basei encontra-se em turno integral na escola. A conselheira permanecerá diariamente até a realização da próxima eleição de diretores, em novembro deste ano.

Fará parte da intervenção acompanhamento semanal, acompanhada dos profissionais que trabalham na cozinha da escola, uma nutricionista ocupante de cargo efetivo no município.

O processo de intervenção na EMEF Gentil Bonato será supervisionado pela Secretaria da Educação juntamente com o Conselho Municipal de Educação. Superada a situação que originou esta medida, a Comissão Interventora deverá apresentar a respectiva prestação de contas. Fonte: 

Lilian Casagrande Koppe / Diretora de Comunicação e Imprensa/Prefeitura de Gramado

Academia Rio-Grandense de Letras

Honrados e agradecidos em receber o convite, o qual faremos o possível para estar presente.

A Academia Rio-Grandense de Letras convida Vossa Senhoria para a Sessão Solene de Posse do Escritor José Nedel na Cadeira nº 34, cujo Patrono é Fernando Osório Filho. A saudação ao novo acadêmico será apresentada pelo Paraninfo José Carlos Laitano.

A cerimônia terá lugar no Auditório do 3º andar do Palácio Histórico do Ministério Público, sito à Praça Marechal Deodoro, 110, nesta capital, às 16 horas do dia 28 de setembro do corrente ano. Após a cerimônia, será oferecido um brinde aos convidados. 

A presença de Vossa Senhoria e familiares enobrecerá o ato.

Porto Alegre, agosto de 2017.

Avelino Alexandre Collet
Presidente da ARL

Rafael Bán Jacobsen
Secretário Geral

Feijoada do Bem educa, arrecada e doa, tudo com a presença da comunidade gramadense

Feijoada do Bem educa, arrecada e doa, tudo com a presença da comunidade gramadense

Crédito: Cássio Brezzolla

 

Foram várias etapas, um ano de trabalho junto à comunidade gramadense.  A realização da Feijoada do Bem envolve educação, conscientização, muito pedir e, muito doar. São cerca de 50 pessoas, entre os adultos e os jovens voluntários, mais os seus pais.

É um trabalho de muita dedicação e despojamento do ego, somente desta forma foi possível até o momento realizar, em perfeita harmonia, as três edições, neste ano com uma arrecadação de R$ 59.515,00 para a Fazenda Vale a Pena Viver.

Os objetivos da Feijoada do Bem são fundamentais e, quando assume uma nova comissão organizadora isso fica claro, de forma ao evento não perder seu cunho educativo, principalmente quando falamos dos Jovens Voluntários, que tem por objetivo no projeto visitar a entidade beneficiada, vender os convites, ajudar na montagem e desmontagem do evento e no serviço, durante o almoço.

A quarta edição da Feijoada do Bem foi marcada para o dia 01 de setembro de 2018, na Sociedade Recreio Gramadense.

 

Crédito: Cassio Brezzolla

 

Crédito: Cassio Brezzolla

 

Angelita Ecker, Luciana Ceratti, Angela Raber Masotti e Rozangela Valmóbida, as organizadoras da 3 Feijoada do Bem. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Yara e Benoni Moraes com o coral da Fazenda Vale a Pena Viver. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Crédito: Cassio Brezzolla

 

Crédito: Cassio Brezzolla

 

As deliciosas sobremesas. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Crédito: Cassio Brezzolla

 

As orquideas da Fazenda. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Os garçons voluntários, trabalhando cedidos pelos restaurantes de Gramado. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Marina Moschem com a filha e voluntária pelo terceiro ano Manoela Moschem Benetti. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Comissão organizadora 2017, voluntários adultos e voluntários jovens 2017. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Comissão organizadora 2017 com a comissão organizadora da 4 Feijoada do Bem/2018. Crédito: Cassio Brezzolla

 

Voluntarios jovens. Crédito: Cassio Brezzola

20° Corrida pela Vida foi realizada no último final de semana quando foi anunciado que, parte da renda do espetáculo Natal Pelo Mundo (um dos espetáculos do Natal Luz) será doada ao Hospital São Miguel e Instituto do Câncer Infantil

20° Corrida pela Vida foi realizada no último final de semana quando foi anunciado que, parte da renda do espetáculo Natal Pelo Mundo (um dos espetáculos do Natal Luz) será doada ao Hospital São Miguel e Instituto do Câncer Infantil

Caroline Bickel, Cimara Sauer Dias, Cristina Minuzzi, Ederson Alexandro Bickel, Fabrício Bertoluci, Firmo Vidal, Gilberto Bocalon, João Gabbardo dos Reis, Lorenzo Bertoluci, Viviane Oliveira. Crédito: Carlos Borges/ Prefeitura de Gramado

 

Edson Néspolo, presidente da GramadoTur, anunciou que o espetáculo Natal pelo Mundo, uma das atrações do Natal Luz, terá parte de sua renda doada para o Hospital São Miguel e para o Instituto do Câncer Infantil.

A chuva e o mau tempo não impediram a realização da 20ª Corrida pela Vida de Gramado, no último final de semana. A cerimônia de abertura ocorreu na sexta – feira (15), no Centro Integrado do Instituto do Câncer Infantil (ICI), em Porto Alegre, quando um dos pacientes acendeu a tocha simbólica que foi conduzida até Gramado. Os onze maratonistas, Caroline Bickel, Cimara Sauer Dias, Cristina Minuzzi, Ederson Alexandro Bickel, Fabrício Bertoluci, Firmo Vidal, Gilberto Bocalon, João Gabbardo dos Reis, Lorenzo Bertoluci, Viviane Oliveira, revezaram-se durante o trajeto de 140 quilômetros até a cidade.

No sábado (16), por conta da chuva, o ExpoGramado sediou as atividades do evento. A abertura oficial, por volta das 13h, foi feita pela banda da Escola Senador Salgado Filho.

Continue lendo
galangal

Prefeito de Canela quer a retomada da Rota Panorâmica

Prefeito de Canela quer a retomada da Rota Panorâmica

Crédito:    Rafael Zimmermann

 

Na Câmara, Prefeito falou sobre a retomada da Rota Panorâmica

O prefeito Constantino Orsolin participou da sessão da Câmara de Vereadores de Canela, na noite de segunda-feira (18), quando aproveitou o espaço para explanar para os parlamentares e a comunidade sobre a importância da retomada dos trabalhos que visam a conclusão da Rota Panorâmica, entre os municípios de Canela e Três Coroas. Na ocasião, o chefe do Executivo apresentou um material gráfico que será divulgado nas bancadas dos deputados federais e senadores gaúchos em Brasília, durante viagem que será realizada na próxima semana, com o objetivo de mobilizar os parlamentares para que votem a favor do projeto da Rota Panorâmica.

“Vamos nos dar as mãos, todos os partidos, pensando no município de Canela. Temos que acreditar, sonhar e lutar por este projeto, que é uma necessidade para o turismo e a mobilidade urbana de toda a região”, disse o prefeito Constantino Orsolin ao vereadores.

A Rota Panorâmica contempla campings, parques aquáticos, vinícolas e outros empreendimentos turísticos. Alguns dos seus objetivos são consolidar os atrativos turísticos já existentes neste trajeto, fomentar o desenvolvimento de novos negócios e diversificar a oferta de produtos e serviços. 

Corrida e caminhada Santa Claus Challenge no 30º Sonho de Natal

Corrida e caminhada Santa Claus Challenge no 30º Sonho de Natal

Crédito: Divulgação

 

A 30ª edição do Sonho de Natal de Canela terá em sua programação a corrida e caminhada Santa Claus Challenge, que acontecerá no dia 26 de novembro. O objetivo é envolver os participantes no espírito natalino que tomará conta da cidade, sendo que todos os atletas deverão estar devidamente caracterizados com trajes de Papai Noel ou Mamãe Noela. A competição será dividida em quatro categorias: Corrida de 5 Km, Corrida de 10 Km, Caminhada de 3 Km e a Corrida Kids.

O percurso será pelas avenidas Osvaldo Aranha e Júlio de Castilhos, Rua Felisberto Soares, entorno da Catedral de Pedra e seguindo até o Parque do Lago. A concentração dos atletas, assim como os pontos de largada e chegada, serão na Praça João Corrêa.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até o próximo dia 16 de novembro, com limite de 2.000 participantes, pelo site www.corridastematicas.com.br

Do Leitor:

Do Leitor:

Crédito: Renan Curial

Querida Tela, tudo bem? Estamos morando e trabalhando em Portugal, Cascais, amando. País, segurança, SOL, respeito, tudo de bom. Se tiveres amigos vindo para cá nos indique, pois daremos uma super atenção. Vens e não voltas com certeza, vais amar. O País é lindo! Se puderes divulga na tua Revista. bjoka

Renan Curial

 

nossa senhora passe a frente