skip to Main Content

Histórias de Garibaldi serão resgatadas em obra literária

Trabalho é coordenado pela jornalista Priscila Boeira, preservando relatos icônicos para o município

As histórias e memórias que ajudaram a construir e fazem parte da identidade cultural do município de Garibaldi estão prestes a ganhar eternização nas páginas de um livro. A obra “Garibaldi — Histórias da Nossa História” vem com o propósito de preservar e perpetuar esse legado, fundamental para contextualizar a estreita conexão que a cidade tem com o desenvolvimento do Rio Grande do Sul.

Suas mais de 200 páginas vão reunir relatos interessantes, inusitados e imortalizadas na memória coletiva, conforme adianta a autora Priscila Boeira, jornalista especializada na realidade, história e cultura da Serra Gaúcha. “São fatos, momentos e personagens de grande relevância, cujos registros precisam ser preservados contra os efeitos do esquecimento decorrente da passagem do tempo, especialmente porque alguns dos melhores episódios estão registrados apenas no relato oral e informal das pessoas, que passa de geração a geração”, explica.

 

Autora Priscila Boeira

Crédito: Ricardo Zeni Moreno

 

Ao todo, cerca de 20 histórias constroem a narrativa. “Conversamos, por exemplo, com Freis Capuchinhos, com os Irmãos Maristas, as irmãs do Convento São José, que fazem parte da história e são responsáveis por boa parte da educação de várias gerações, além da formação religiosa. Também ouvimos figuras emblemáticas da comunidade, como o ex-prefeito Acyr Girondi, atualmente com 90 anos, grande entusiasta do resgate histórico de Garibaldi”, conta Priscila. A agenda de entrevistas vem acompanhada de sólida pesquisa bibliográfica, amparada em materiais também sobre imigração italiana e o passado de cidades vizinhas, a fim de garantir o registro fidedigno dos relatos que ilustram o livro.

O lançamento da obra “Garibaldi — Histórias da Nossa História” está previsto para o segundo semestre deste ano. Além da versão impressa, haverá a versão do material em formato de vídeo, no YouTube, e audiolivro, alocado nas principais plataformas de streaming, oferecendo acessibilidade às pessoas com deficiência visual. Também estão previstas palestras nas escolas, levando o material até os estudantes. “É importante que possamos transformar os jovens em promotores e divulgadores das histórias de Garibaldi”, enfatiza a autora.

Priscila Boeira é jornalista garibaldense, pós-graduada em Comunicação Organizacional e mestranda em Ciência da Comunicação. Recebeu duas vezes o Prêmio Únicos (Unisinos) por melhor documentário de rádio e melhor reportagem de revista e há 15 anos se dedica a registrar as memórias dos moradores da Serra Gaúcha. Na literatura, é autora do livro “Atlas da Saúde de Garibaldi” (2022).

 

A origem

O desejo de produzir um livro resgatando histórias de Garibaldi surgiu há cerca de dois anos, inspirado em uma conversa que Priscila teve com o colega jornalista e escritor Fabiano Mazzotti, autor de obras como 130 + 1 — Bento Gonçalves em preto&branco; “Um Século Alviazul – Clube Esportivo Bento Gonçalves 100 anos de História”; “Aristides Bertuol – O piloto da carretera nº 4”; entre outros. No livro Garibaldi – Histórias de Nossa História, Mazzotti atua como produtor.

“Entendemos que havia chegado o momento de fazer este trabalho, porque Garibaldi é uma cidade extremamente importante em termos de imigração italiana, palco de passagens lindas e marcantes para o desenvolvimento econômico e turístico, com fortes elementos de religiosidade, entre outros aspectos de grande riqueza cultural. Boa parte desse conhecimento estava exclusivamente na memória e nos relatos das pessoas, tornando urgente seu registro literário”, relembra.

Dessa percepção surgiu o projeto de editar um livro relevante em termos de conteúdo e, também, diferenciado no quesito estético. “Estamos trabalhando para entregar uma obra da qual as pessoas se orgulhem, um trabalho que mostre grandiosidade da nossa cidade”, diz. Para tanto, além da produção textual, o livro terá curadoria fotográfica especial, trazendo o comparativo entre o passado e o presente da cidade.

A seleção de imagens — fotos novas e de arquivos pessoais — está a cargo do fotógrafo Ricardo Zeni Moreno. “Vamos mostrar o cenário evolutivo do território de Garibaldi, a referência turística que a cidade tem hoje, as características contemporâneas como, por exemplo, os prédios históricos. Para cada história publicada haverá fotos correspondentes”, antecipou. Em 2021, Moreno realizou a exposição fotográfica “Assemblage – Traços de Garibaldi”, apresentando nuances da identidade da população. Em 2022 teve suas fotografias registradas no livro “Atlas da Saúde de Garibaldi”.

O livro Garibaldi — Histórias da Nossa História é um projeto executado por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Governo Federal), com patrocínio de Nutrire, Tramontina, Madesa, Cooperativa Vinícola Garibaldi, Cooperativa Agrícola Cairú, Modelo Vidros e CORSAN – Evoluir nos define. Governo do Estado do Rio Grande do Sul – Novas Façanhas.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top