skip to Main Content

Mátria, um parque de flores e liberdade

Fotos: Tela Tomazeli / Pedro Augusto Tomazeli Gruszynski

Contamos com os ciclos naturais para enriquecer a experiência dos visitantes. Desde a mais óbvia das preocupações de manter áreas floridas por todo ano, escolhendo espécies de florações em épocas complementares, incluindo também flores de época para isso, mas também pela escolha de apresentar aos visitantes outra estética, aquela que aceita o ciclo natural da vida, a impermanência. Mantemos flores secando nos canteiros e folhas em transformação, apresentando a beleza do envelhecer e renascer a cada estação.

Os jardins

As características onde o parque seria implantado foram determinantes para o resultado do projeto. O terreno possui atributos que alimentaram o desenho do parque. No projeto de paisagismo, cada jardim, composto dos caminhos e canteiros, foi desenhado para estar encaixado nas formas do terreno. Assim, ao caminhar pelo parque, o visitante poderá descobrir a paisagem criada organizada em camadas que se fundem com a paisagem natural. 

Fotos: Tela Tomazeli / Pedro Augusto Tomazeli Gruszynski

No Mátria Parque o tempo é um aliado. Contamos com os ciclos naturais para enriquecer a experiência dos visitantes. Desde a mais óbvia das preocupações de manter áreas floridas por todo ano, escolhendo espécies de florações em épocas complementares, incluindo também flores de época para isso, mas também pela escolha de apresentar aos visitantes outra estética, aquela que aceita o ciclo natural da vida, a impermanência. Mantemos flores secando nos canteiros e folhas em transformação, apresentando a beleza do envelhecer e renascer a cada estação.

A escolha de temas para os jardins foi inspirada em memórias afetivas, nas artes e no próprio mundo botânico. O Roseiral por exemplo, remete a infância do empreendedor e acreditamos que irá despertar a memória de muitos visitantes. As linhas sinuosas que compõem o Jardim Suave, o Jardim Lilás e o Jardim Degrade que descansam no terreno como pinceladas em uma grande tela. Alguns jardins destacam claramente uma vontade de exacerbar a presença de plantas específicas, como o Jardim das Magnólias, o Caminho das Cerejeiras e os Jardins do Vento compostos por plantas de estrutura forte e formas escultóricas como as Agaves e Aloes. 

A gastronomia

Este é um dos restaurantes que fica junto ao lago (tem outro na entrada do parque junto as lojas). Fotografei o cardápio para teres noção do que é serviço, é importante salientar que os valores correspondem a data que a matéria foi feita. Observa que espetáculo a adega, onde é também é cenário para refeições.

https://www.saintandrews.com.br/pt/TrufasNegras

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top