skip to Main Content

Qual tua opinião sobre o assunto?

https://youtu.be/6L2XOvblFnA

Entrevista com o presidente da Câmara de Vereadores de Gramado, vereador professor Daniel. Coloque os fones e ouça, é importante a tua participação na construção da cidadania de nosso município. Construímos um lugar melhor começando em nossa casa, nossa rua, nosso bairro, nosso município, nosso estado e entoa, nosso pais. Por incrível que pareça é simples assim!

Semana que passou tratamos do “catadores dos restaurantes e dos fotógrafos que incomodam os turistas nos principais pontos turísticos de Gramado. Veja o vídeo e a repercussão dos comentários desta publicação, em rede social, canal do youtube da gramadomagazine e na própria revista:

Comentários:

Oi Tela, primeiro lugar parabéns por esta abordagem, acho muito válido saber a opinião dos outros que vivem em Gramado, podes fazer outras enquetes como esta. Na minha opinião quanto aos catadores de restaurantes , não gosto. Acho invasivo, acho desconfortável e acho que não funciona , pois no meu caso, tem afeito contrário. Me afasta. É o caso das abordagens para venda de time sharing em algumas esquinas da cidade, aquilo é o fim. Assusta os turistas. Atravesso a rua pra não passar em frente. Já ouvi turistas reclamando disso. Beijo e mais uma vez parabéns!

Concordo plenamente contigo um verdadeiro absurdo, é chato, é feio… totalmente desnecessário


Eu acho horrível ser abordada.

Concordo plenamente!!


Sei que você falou que não tem como fiscalizar e etc. Mas todos sabem que a panfletagem é proibida e acho que quase não a fazem! Acredito que por ter ocorrido algo a respeito disso. Então enquanto a Prefa. Continua “fazendo vista grossa” infelizmente vão continuar. Usei esse termo porque claro que estão cientes das abordagens. Pra mim, está MUITO exagerado!! Principalmente na rua coberta que você citou.

Olha acho horrível, mas a culpa é dos empresários que mandam os funcionários abordarem, os catadores de restaurante estão ali por culpa dos patrões, inclusive já vi briga entre eles na esquina da Borges com Hortênsias. Feio sim, acho que os empresários Gramadenses devem rever esse conceito.


Concordo, este tipo de abordagem não combina com nossa cidade, muito apelativa é desagradável!


Concordo contigo, desnecessário além de ser super chato!


Totalmente desnecessário! Fico triste observando nossa linda cidade se perdendo!A solução talvez seja criar legislação igual foi criado para coibir a panfletagem e multar os estabelecimentos!

Chato, desnecessário… pode ser… mas no momento atual, para o setor gastronômico, qualquer real que entrar é lucro, e sei de alguns do setor, que um restaurante( ou comércio) com panfletagem ou abordagem faturam mais que os demais… pois leva o cliente para o local… sempre vai ter quem goste ou não… mas daí vem o consenso também… evitar brigar, obrigar, constrangir o futuro cliente… sou a favor de ter o panfleteiro na calçada do negócio em questão, mas que sejam pessoas calmas e bem educadas… minha sincera opinião. Já sobre os fotógrafos, fizeram daquilo um negócio… nunca me abordaram e nunca vi eles obrigarem alguém a tirar foto, vi oferecendo o produto à turistas, educadamente, mas como existem os demais fotógrafos, acho injusto


Sim, lutamos por tantos anos pela excelência da nossa cidade e precisamos continuar lutando. Gramado só se tornou o que é hoje pq foi muito pensando, trabalhado e regrado. Essa questão da abordagem é muito desconfortável para o turista, eu tenho pavor. Concordo em, nos restaurantes por exemplo, ter alguém na porta do estabelecimento disponível para explicar o cardápio e assim chamar o cliente. Mas esses que ficam longe do restaurante, no Lago Negro ou na Rua Torta por exemplo, estão ilegais perante a lei da panfletagem. A questão dos “fotógrafos” ali na igreja (que nem profissionais são) é um problema maior pq ainda não tem lei proibindo a ABORDAGEM, apenas a panfletagem. A justificativa deles para atuarem dessa forma é terem uma sede no Boulevard São Pedro e outra na Praça Major, então estão “no endereço” deles. Porém, segundo a lei de publicidade e propaganda da cidade não tem nada relacionado a endereço (pelo menos eu não encontrei). Até entrei em contato com o professor Daniel Fernando Koehler para tentar entender essa situação e ver o que podemos fazer para preservar a imagem da nossa cidade. Aguardemos.


Então Tela, eu não sou Gramadense sou de NH mas eu com certeza hoje bato no peito com orgulho de morar aqui, é também faço parte da história de Gramado. Hoje não faço mais parte da imprensa, hoje faço fotos para turistas que vem nós visitar. Tenho uma MEI, tenho alvará é registro profissional ARFOC como fotografo. Concordo contigo sobre o abuso dos “” fotógrafos”” que ficam abordando os turistas pela rua, é tenho certeza que não pagam nenhum imposto é inclusive vem das cidades vizinhas para fazer esse absurdo de abordagem. Acho que a prefeitura teria que intensificar a fiscalização.


Concordo com você…


Concordo contigo!

Muito feio…


Uma falta de respeito com o turista e com moradores, mas a responsabilidade é de quem contrata – no caso dos “catadores de restaurantes”.


Apelativo, estabelecimento que pratica isto, jamais vou frequentar!


Concordo plenamente contigo…é muito triste e desagradável também a situação dos nossos poucos turistas sendo abordados diariamente em todo o lugar…Gramado perdendo seu charme!!! Lamentável…


Não só os catadores de restaurantes, como os vendedores de cotas, de fotos, até mesmo os índios andam abordando as pessoal. Sendo que antigamente só montavam sua coisas no local e esperavam ali!


Infelizmente, o exemplo da cotas que veio pra Gramado piorou a situação das abordagens, porque o pensamento é: “Se pras cotas funcionam, porque pra gente não?”


Concordo contigo, acho muuuiiitttoo chato, principalmente os vendedores de cotas, somos abordados quase sempre e se não damos bola, são desrespeitosos, não condiz nada com Gramado.


Incrível o que está virando a nossa Gramado !Eu vejo tbm gramadenses praticarem essa infração !Porque existe lei proibindo a panfletagem , mas não conseguimos nenhum efetivo da Prefeitura !Não sei como o MP ainda não tomou nenhuma atitude !Eu pessoalmente estou cansada ! Como pessoa, como empresária, como integrante da Abrasel Hortênsias !

É lamentável, péssimo, inconveniente!


Tela,sugiro tu ir dar uma passada no Lago Negro,é algo absurdo!!Tu estás descendo para o Lago e não te deixam caminhar…

As abordagens são insuportáveis e acontecem a anos em Gramado. Sou fotógrafa a mais de 3 anos e só trabalho com agendamentos, nunca precisei abordar alguém na rua e minha agenda sempre foi muito boa. Os melhores restaurantes que conheço tbm não fazem abordagens e estão sempre cheios, pois sabem trabalhar o marketing de forma digital ou simplesmente pq oferecem qualidade e fazem os clientes retornarem. Quanto a esses fotógrafos que a Tela citou, chegaram a poucos meses em Gramado e tomaram conta da Igreja e arredores, acho que já devem ter abordado até o Padre de tão insistentes e sem noção que são. Tivemos alguns clientes que reclamaram desse tipo de abordagem e inclusive fui prejudicada diretamente por esses “fotógrafos”. Onde afirmaram a um de meus clientes que o trabalho dos outros fotógrafos da cidade era de baixa qualidade e que o serviço deles era melhor Fiz uma denúncia a fiscalização de Gramado, que afirmou que foi averiguar e nada pode fazer, pois eles atuam na galeria ao lado da Igreja e ali quem manda é os administradores. A cidade tem uma lei, mas que ali pode ser descumprida? Parece ser isso mesmo! Desleal e ridículo para a cidade o que está acontecendo, a cada poucos metro que os turistas caminham, são abordados e incomodados.

Concordo plenamente contigo Já faz anos que estamos vendo isso, tenho restaurante em gramado e tem clientes que reclamam das abordaçoes destas pessoas , enquanto a prefeitura não botar uma lei que se descumprir perde o alvará de funcionamento isso tudo não vai parar, é horrível isso em nossa cidade, esta semana mesmo um cliente falou pra mim que na frente da igreja tinha uma pessoa vestido de gaúcho oferendo um restaurante e que poderia deixar o carro ali mesmo que uma doblo pegaria eles e levaria ao restaurante e depois os trazia, à qure ponto esta se tornando gramado
Ler mais

Tela tem toda razão no que colocas, Gramado para pessoas que vem de fora virou uma oportunidade, estas vem sem planejamento, mal respeitam os fiscais que tem poder de polícia, ficam dando voltas no quarteirão para despistar. Então se não respeitam os fiscais imagina nós cidadãos comuns, é muito difícil coibir estas atividades, pergunta a um fiscal das ameaças destas pessoas para com eles. Não imagino uma forma de coibição sem envolver multas aos estabelecimentos que fazem este tipo de contratação.

Concordo com tudo. Gramado é lei e ordem.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top