Mythago, eleita Melhor Produtora do Ano no Rio Grande do Sul em 2019, 2018 e 2017 pela Associação Riograndense de Propaganda (ARP), começou 2020 com um desafio: seguir atendendo os clientes em meio à pandemia do Coronavírus. Cancelando filmagens e desmembrando equipe de colaboradores para a operação home-office, a empresa produziu seis campanhas publicitárias apenas no mês de março, número recorde de peças diante de uma crise mundial. 

Campanha CORSAN

Ninguém esperava esse isolamento social tão rápido. A Mythago foi a primeira produtora a fazer um comunicado oficial de afastamento dos sets de filmagem e tivemos que fazer uma nova operação de trabalho que demandou agilidade e muita responsabilidade,  afinal de contas, temos em mãos  material importante de todos os clientes”, afirma Mocita Fagundes, diretora da Mythago. Ao todo, cinco ilhas foram deslocadas da sede da produtora para a residência de editores, montadores, finalizadores e coordenação de ilha. Agora, toda a operação da Mythago está domiciliar. “Nós não inventamos um jeito novo de produzir comercial. Nós fomos rápidos em nos adaptarmos a uma urgência que não sabemos quanto tempo vai levar. Além disso, entendemos que os nossos clientes, grandes anunciantes, vão precisar se comunicar com o seu público”, diz Mocita.

Campanha Pompéia

Apenas em março, a Mythago produziu seis campanhas publicitárias. “O primeiro cliente a se dar conta desse momento crítico do mundo foi o Sicredi, que entendeu que precisava falar com o seu associado. Usamos nosso banco de imagens, com foco no associado e nas plataformas digitais, acrescentando um áudio novo. Em seguida vieram Diário Gaúcho, Prefeitura de Porto Alegre, CORSAN, e Unimed, que viralizou muito rapidamente também na internet”, diz Mocita.  Para a diretora, o vídeo da Unimed, criado pela Morya, era um desafio. “Eu não sabia se ia funcionar tão bem, mas eu tinha a certeza que viriam cenas com muita verdade e com muito carinho porque esse era o mote da campanha: o lado B do confinamento. É o ficar com a tua família, é o trabalhar de casa, no meio dos teus cachorros, do marido cozinhando, da música alta, parando de trabalhar para fazer uma faxina, e assim que eu tava trabalhando. Eu me espelhei muito do que eu estava vivendo dentro da minha própria casa”, conta Mocita.  Outro trabalho interessante foi para a Pompéia. “Produzimos também um filme com banco de imagens para a Pompéia com foco no amor à distância das avós – para a Páscoa. Os clientes também estão se adaptando”, diz.

Campanha SICREDI

Com ajustes na linguagem de todos os comerciais, a Mhytago conseguiu fazer as campanhas, em tempo recorde, porque tem uma equipe fixa de profissionais. “Muita gente do mercado questionava – o porquê  da Mythago ter uma estrutura fixa na conjuntura atual. Agora, essa estrutura não só se justifica como ela é fundamental para dar agilidade às urgências do momento”, diz Mocita. De acordo com ela, o combustível da Mythago. “Eu gosto do meu trabalho, me orgulho da agilidade da minha equipe  e valorizo a relação produtora – agência – cliente. Brinco que somos um pequeno grande time. Cuido dos jobs como uma leoa. Agora, não seria diferente”, afirma.

Campanha Diário Gaúcho

Mesmo com tantas mudanças no mundo e no mercado profissional, a Mythago segue trabalhando com força total. A produtora fechou com a Escala + City / Pompéia um pacote anual, que inclui TV e Digital, com mais de 300 vídeos. E, tão logo a termine – ou se reduza – a quarentena, Mocita anunciará uma grande novidade para o mercado. “Os clientes não perderam a vontade de anunciar, também estão se reinventando juntos com as agências. Então, o mercado publicitário passa por uma nova mudança estrutural.”