https://www.cazawilfrido.com.br/ – Foto: Marta Polaquini

Tradicional festival de blues será transmitido ao vivo de Gramado, na Caza Wilfrido, dias 20, 21 e 22 de novembro.

https://www.cazawilfrido.com.br/ – Foto: Marta Polaquini

Há exatos doze anos, Caxias do Sul recebeu pela primeira vez um pequeno festival dedicado ao blues, tradicional gênero musical norte americano, ligado à resistência. E, assim como a música, o Mississippi Delta Blues Festival resistiu, cresceu e se consolidou. Ao longo da última década, o evento se tornou o maior do segmento na América Latina. Depois de 12 edições em Caxias do Sul e uma no Rio de Janeiro, o Mississippi Delta Blues Festival chega a Gramado para sua primeira edição em formato on-line. 

O palco será a Caza Wilfrido, um espaço prestigiado localizado no interior da cidade serrana. Com apresentações gravadas em nove cidades mundo afora, é de lá que serão transmitidas as performances ao vivo. No total, serão oito atrações de renome nacional e internacional a se apresentarem no espaço. 

“Acredito que a Caza Wilfrido vai ser um diferencial pro evento, não só pelo espaço, pela estrutura que a gente tem, pelo histórico e a história da casa, mas  também pela compatibilidade de ideias. Mississippi tem a parte de rio e mata, e a gente também tem essa questão bucólica, rural que tem tudo a ver. Vai ser um evento lindo, vamos aproveitar vários espaços da casa, vários recantos para fazer o evento ainda mais bonito”, explica Leandro Marques, proprietário do empreendimento.  

“O local vai estar vazio, contando apenas com a quantidade necessária de técnicos para viabilizar nossa transmissão. Esperamos o calor do pessoal de casa, interagindo conosco de onde estiverem. Temos a certeza de que será nosso maior público”, destaca Enzo Arns, um dos sócios do evento.

Gramado já estava nos planos da organização do evento em 2020 para receber pela primeira vez uma edição do festival. Devido à pandemia do novo coronavírus, contudo, nenhum dos planos anteriores pôde ser concretizado. Mas, em sinal de resistência e firmando seu compromisso com o público e com os artistas, o MDBF confirmou sua realização na cidade na versão on-line. Uma edição única, unindo dez cidades do mundo inteiro em mais de 30 horas de música.

Para Arns, ter a cidade como locação central é uma maneira de “mostrarmos o compromisso que temos com Gramado. Esse ano vai ser diferente? Vai, mas já estamos trabalhando para que ano que vem possamos presentear a cidade com a primeira edição presencial do evento”.  

Em 2021, o Mississippi Delta Blues Festival em Gramado deve acontecer durante a 49ª edição do Festival de Cinema.

Confira os artistas que se apresentarão ao vivo de Gramado no primeiro MDBF on-line:   

Sexta-feira – 20 de novembro
Jazz Cinnamon (Canela/RS)
Fabrício Beck & Bando Alabama (POA/RS)
The Headcutters (Itajaí/SC)
The Juke Joint Band (Caxias/RS)

Sábado – 21 de novembro
Instrumental Best Dreams (Canela/RS)
Ale Ravanello Blues Combo (POA/RS)
Hard Blues Trio (POA/RS) & Gonzalo Araya (Santiago/CHL)
Clube do Blues da Serra Gaúcha hosted by Big Pete (Caxias/RS)

O 1º Mississippi Delta Blues Festival On-line tem apresentação da Secretaria de Estado da Cultura, patrocínio de Racon Consórcios, Banco Randon e RAR Corretora de Seguros, apoio especial de Villagio Caxias, agente cultural AM Produções, financiamento Pró-Cultura/RS, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A realização é de Mississippi Delta Blues Festival Gramado.

1º Mississippi Delta Blues Festival On-line

20 novembro, sexta-feira, das 18h às 3h
21 novembro, sábado, das 15h às 3h
22 de novembro, domingo, das 17h às 22h
Transmissão gratuita pelo site www.mdbf.com.br
Mais informações no Instagram oficial: https://www.instagram.com/msdeltabluesfestival/

Sobre o MDBF
O Mississippi Delta Blues Festival nasceu em 2008, depois que os sócios do Mississippi Delta Blues Bar, Toyo Bagoso e Rodrigo Parisotto, retornaram do Chicago Blues Festival, um dos mais importantes dos Estados Unidos, decididos a realizar um evento dedicado ao gênero em Caxias do Sul na Antiga Estação Ferroviária da cidade. De lá pra cá, os maiores nomes internacionais incluíram o MDBF no circuito mundial do Blues, transformando o evento no principal na América Latina. O MDBF também fez sua história ao dar espaço para os talentos locais interagirem nos inúmeros palcos e jams com músicos de peso de todos os cantos do mundo. Em 12 anos, o evento contabiliza mais de 100 mil espectadores e 600 shows.