O Sermão da Montanha é introduzido de forma solene. Jesus contempla a grande multidão vinda à sua procura, sobe no alto de um morro e se assenta. Num círculo mais amplo, encontra-se o povo mais atento. E o Mestre põe-se a ensinar.

A montanha, a multidão, o lugar deserto e o ensinamento em forma de programa de vida evocavam claramente um feito do passado: Moisés no ato de comunicar ao povo de Deus, a caminho da Terra Prometida, a Lei recebida diretamente de Deus.

Jesus apresenta-se como o verdadeiro Moisés, por cuja boca Deus estava comunicando ao verdadeiro Israel a verdadeira Lei. Quais as consequências disto?

Quem se torna discípulo de Jesus passa a fazer parte do povo a caminho da casa do Pai, sob a liderança deste Mestre Divino. A vida do discípulo orienta-se pelos ensinamentos dele, que consistem numa radicalização da antiga Lei, submissão servil e o legalismo. Qualquer um pode pertencer a este povo novo, independentemente de sua raça ou de sua condição social. O único pré-requisito consiste em acolher o ensinamento de Jesus e vive-lo com autenticidade.  Esta acolhida e vivência constituem o caminho para chegar à casa do Pai. É preciso, pois, dar atenção às palavras do Mestre Jesus!

Façamos nossa oração: Querido Pai, transforma-nos em verdadeiros discípulos de teu Filho, cujos ensinamentos nos mostram o caminho para chegar a ti. Amém.