Ex-presidentes homenageados. Foto: Divulgação

No dia 28 de fevereiro, a Câmara Municipal comemorou os 65 anos de posse e instalação do Legislativo de Gramado. Para tanto realizou uma sessão solene onde homenageou todos os presidentes do Legislativo como uma forma de enaltecer o trabalho realizado pelos 163 vereadores que compuseram o Poder nesse período.

A história de nossa cidade começou muito antes, há mais de 100 anos, na Linha Nova, mas de fato a emancipação deu-se apenas em 1954, mais precisamente no dia 15 de dezembro quando o então governador do Estado do Rio Grande do Sul, Ernesto Dorneles, promulgou a lei estadual 2.522, criando o município de Gramado.

Para conduzir essa cidade, que hoje é uma das maiores potências turísticas do nosso país, realizou-se em 20 de fevereiro de 1955 o primeiro pleito eleitoral. Dias depois, em 28 de fevereiro, às 16h, na Sociedade Recreio Gramadense deu-se a posse dos eleitos tanto ao Executivo quanto ao Legislativo.

A primeira Câmara contou com a honrosa participação de Arno Michaelsen, que assumiu a presidência da Casa, de Júlio Floriano Petersen, que foi vice-presidente, de Remy Henrique Zatti que secretariou os trabalhos e dos demais membros do Legislativo que compuseram o primeiro mandato provisório que durou até o final do ano de 55, Augusto Ferrari, Carlos Altreiter Filho, Francisco Benetti, Ivo José Bertolucci e Theodoro Guilherme Michaelsen.

As sessões legislativas eram semanais, na parte da manhã e, em raras oportunidades à noite. A sede provisória da Câmara foi no Xadres Club, nas dependências do Hotel Fisch.

O primeiro Regimento Interno foi aprovado na Sessão de 16 de março de 1955, e em 21 de abril do mesmo ano foi promulgada, em Sessão Solene, a primeira Lei Orgânica.

Durante esses 65 anos a Câmara Municipal contou com 16 legislaturas, incluindo a atual e a provisória, e com a participação de 163 vereadores, que trabalharam e auxiliaram na construção de Gramado.

Uma das grandes conquistas da Câmara aconteceu em 2010 quando o Legislativo Gramadense passou a ter sua sede própria. O então Centro de Cultura passou por reformas e então tornou-se Câmara Municipal de Gramado. O Legislativo, em contrapartida, auxiliou financeiramente para a aquisição do Parque Hotel, onde hoje o Centro Cultural e o Arquivo Histórico estão localizados.

Centenas de projetos de leis foram criados na Casa Legislativa e outros milhares votados pelos Legisladores. A comunidade foi ouvida, e suas reivindicações colhidas e levadas a quem de direito. Inúmeras homenagens foram feitas e assim, dia a dia, a Câmara Municipal de Gramado foi conquistando o seu espaço junto à comunidade Gramadense, pois a Câmara de Gramado é a tua Casa, a tua Voz.