Ainda estamos no alto verão e falta um bom tempo para o calor ir embora. Mas, nesta coluna,  já quero  trazer para vocês as tendências que prometem chegar muito forte no outono e no inverno para os homens.  Eu estive na FENIN, em Gramado, uma das maiores feiras de moda para lojistas da América Latina, e já pude sentir o que encontraremos nas vitrines das lojas de moda masculina nos próximos meses. E, por consequência, o que vamos vestir.   Por isso, fiquem espertos nas dicas para já começarem a pensar num guarda-roupa estiloso. Separei algumas fotos inspirações para ajudar vocês.

Adriano Cescani 

Azul

A Pantone, a empresa que dita as tendências em cores, elegeu o azul para brilhar em 2020. E não é que ela promete chegar forte na moda masculina também? Andando pelos corredores da feira encontrei muitos – e diferentes –  tons de azul em tricot, casacos, ternos, camisas, calças, acessórios e até calçados. 

Blue total.

Tons Terrosos

Outra aposta,  que não costuma ser nenhuma novidade quando se fala em “frio”, são os tons terrosos: o marrom, o bege, o cru, o vinho, etc.  Afinal, conversam muito com as baixas temperaturas.

Mas aqui, uma dica: escolha peças opacas, e não brilhosas.

Cachecol

Parece dois, mas é um. O cachecol vai estar menos monocromático e vem com mais cores em uma única peça.

Os modelos “sequinhos” estão de volta.

Listras

O Xadrez é o queridão do inverno. E está tudo certo! Mas, neste ano, deverá disputar a atenção com as listras, que seguem em alta desde a primavera 2019.

As verticais são uma grande aposta.

Príncipe de Gales

Para quem usa costumes ou ternos, a estampa Príncipe de Gales vem com força total. A moda já é uma realidade na Europa. Eu acho muito top!

Todas as cores estão liberadas 

Casacão

Super em alta na Itália, o casacão está de volta. Super elegante, pode ser usado tanto no trabalho quanto num evento mais social.

Veste muito bem com uma gola rolê.

A FENIN   terminou   com um volume de vendas de aproximadamente R$ 450 milhões. “Nesta edição tivemos um aumento de 30% no número de expositores e de 20% na visitação da feira em comparação à realizada no ano passado”, comemora Julio Viana, presidente da EXPOVEST e realizador da feira. Nesta edição, houve um crescimento no número de expositores de peças em Tricô e Malha Retilínea e de Moda Masculina.