skip to Main Content

Tela Tomazeli l Editora

As mudanças da Avaliação Nacional de Vinhos 2023

Associação Brasileira de Enologia apresenta regulamento que define novas regras que as vinícolas devem seguir este ano

 

Desde que foi lançada, em 1993, a Avaliação Nacional de Vinhos cruzou safras, acompanhando e contribuindo para a evolução do vinho brasileiro. Para isso, alterações no regulamento da maior degustação de vinhos de uma safra do mundo sempre foram necessárias. Assim, a Associação Brasileira de Enologia (ABE) não apenas vem seguindo o comportamento do setor como também se adaptando a realidade de um novo Brasil Vitivinícola. Entre as modificações feitas para a 31ª edição, as três mais relevantes indicam a redução de três para duas amostras na Categoria Vinho Base para Espumante, o acréscimo de uma para duas na de Vinho Tinto Jovem, inserindo um grupo específico para Pinot Noir, e a ampliação da possibilidade de inscrição de vinho de colheita de inverno – de julho de 2022 a junho de 2023 -, em todas as categorias.

 

Com relação a redução de amostras apresentadas na categoria Vinho Base para Espumante e acréscimo desta na categoria Vinho Tinto Jovem, a ABE busca adequar a visibilidade que as 16 amostras mais representativas têm com o conjunto de amostras inscritas. Neste aspecto, houve uma leve redução e estabilidade de amostras de Base para Espumantes nos últimos anos e, um significativo incremento de amostras inscritas na categoria de Vinho Tinto Jovem. Concomitante com esta modificação, ficou estabelecido que haverá uma prerrogativa para que a variedade ‘Pinot Noir’ represente uma das duas amostras na categoria Vinho Tinto Jovem.

 

Coleta

 

Desde a 30ª edição, no ano de 2022, de forma inédita a Avaliação Nacional de Vinhos permitiu que vinhos elaborados no ano anterior participassem. Naquela primeira experiência, somente vinhos tintos vinificados em regiões diferentes da região sul do Brasil, poderiam ser apresentados, desde que vinificados no segundo semestre do último ano. Agora a partir de 2023, esta possibilidade será estendida à todas as categorias, entendendo como a safra 2023 o período que se estende desde julho de 2022 até junho de 2023. Desta forma todas as regiões produtoras do Brasil poderão estar representadas e competindo com seus produtos.

 

O presidente da ABE, enólogo Ricardo Morari, explica que as alterações são normais a cada edição. “A Avaliação Nacional de Vinhos é o espelho do setor vitivinícola brasileiro. Nela, é possível perceber as mutações do setor. Assim foi quando inserimos o Vinho Base para Espumante e o Vinho Rosé e assim seguiremos sempre respeitando o mercado”, destaca. Segundo Morari, o surgimento de novas regiões produtoras no país tornou a Avaliação ainda mais abrangente. “Este é o nosso objetivo: avaliar a produção nacional em todos os seus terroirs”.

 

 

O evento que se tornou o maior momento do vinho brasileiro chega a sua 31ª edição. A data começa a ser celebrada com o início das inscrições das amostras pelas vinícolas de todo o país, que deverá abrir durante o mês de junho, encerrando em 4 de agosto. O regulamento pode ser acessado pelo site www.anvinhos.com.br, onde também é disponibilizada a ficha de inscrição.

 

Diante de uma pandemia global, a ABE encarou o desafio de realizar a Avaliação Nacional de Vinhos em formato digital. O modelo permitiu que desde 2020 o vinho brasileiro chegasse à casa de apreciadores de todos os estados brasileiros num movimento que contagiou vinícolas, enólogos, sommeliers e enófilos. Assim, a Avaliação agora segue em formato híbrido. Serão disponibilizados 750 ingressos para o público apreciador conferir de perto a representatividade da safra, além da venda de 450 kits para os que preferirem acompanhar de casa, assistindo pelo canal da ABE no Youtube. Quem nunca participou da Avaliação pode acessar o link https://www.youtube.com/watch?v=X7tshQ7iCTg e assistir a edição anterior.

 

CATEGORIAS DE VINHOS E Nº DE AMOSTRAS

CATEGORIAS AMOSTRAS
1 – Vinho Base Espumante (Branco ou Rosé) 02
2 – Vinho Branco Não Aromático

2.A – Chardonnay

2.B – Outras

 

01

01

3 – Vinho Branco Aromático

3.A – Moscatéis

3.B – Outras

 

01

01

4 – Vinho Rosé 01
5 – Vinho Tinto Jovem

Grupo A: Pinot Noir

Grupo B: Outras variedades tintas

 

01

01

6 – Vinho Tinto 07
TOTAL 16

 

 

Fotos: Jeferson Soldi (Edição 2022)

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Back To Top

You cannot copy content of this page