skip to Main Content

Tela Tomazeli l Editora

Brasil possui 102 indicações geográficas e 14 são produtos únicos do Rio Grande do Sul

Desde a última quinta-feira, dia 17, se debate em Gramado, as potencialidades e a importância da valorização dos produtos com indicação geográfica e seus produtores. As discussões são protagonizadas por profissionais nacionais e internacionais com experiências no assunto e por pequenos produtores que apresentam a realidade em suas propriedades e na fabricação de seus produtos.

Em 2002 o setor vitivinícola da Serra Gaúcha – o Vale dos Vinhedos – foi o primeiro a receber a certificação de Indicação Geográfica no Rio Grande do Sul (RS) e no Brasil. Após 20 anos, o país já possui 102 indicações, reconhecidas pelo INPI no país. “O Sebrae RS está muito identificado com o turismo, a pequena empresa é totalmente orientada a essa pauta, os destinos, a capacitação e qualificação são pautas que nós não podemos abrir mão de trabalhar junto com o poder público e com empreendedores. E esse evento traz o acolher de novos produtos e novas ideias”, enfatizou Ayrton Pinto Ramos, diretor técnico do Sebrae RS.

Até domingo, na Rua Coberta de Gramado, o Connection Terroirs do Brasil são 27 indicações geográficas presentes no evento, além disso, os seis biomas brasileiros estão representados. Nesta manhã os assuntos debatidos no palco do Palácio dos Festivais foram: Como transformar territórios e produtos únicos em objetos de desejo global – A Estratégia de Posicionamento da Itália; Biodiversidade e Sustentabilidade – a economia verde e os novos valores do consumidor moderno e A Cozinha de Terroir – singularidade, originalidade e mercado.

Fotos Rafael Cavalli

 

Gramado Magazine

Tela Tomazeli l Editora

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Back To Top