skip to Main Content

Tela Tomazeli l Editora

Engenharia de alimentos é diferencial para estabelecimentos gastronômicos, afirma especialista

Associados da Abrasel Hortênsias possuem consultoria com mantenedora do ramo

Não existe receita pronta para o sucesso de um empreendimento da gastronomia. Além da originalidade nos pratos, é preciso um bom atendimento, um ambiente diferenciado e visão estratégica, por exemplo.  Nessa fórmula, um ingrediente que vem fazendo a diferença na busca por diferenciação no mercado é o auxílio de um profissional de engenheira de alimentos. Muitos podem desconhecer suas funções ou sua importância para a cadeia gastronômica, mas esse profissional é uma peça cada vez mais estratégica para bares e restaurantes.

Para Ivana Sandri, engenheira de alimentos e sócia da Essen, empresa especializada em soluções alimentícias, esse profissional possui a expertise de aprimorar o fluxo de trabalho, tornando negócios mais competitivos e diferenciados. “O engenheiro de alimentos tem uma visão macro do negócio. Ele consegue gerar um diagnóstico e propor alternativas de melhorias para toda a cadeia, desde o alimento ou bebida até a estrutura física. Alia conhecimento em diferentes áreas como engenharia, ferramentas de qualidade, ciência e tecnologia de alimentos, otimização de processos para redução de desperdícios, padronização de fichas técnicas de produtos para manter a qualidade do alimento, entre outros”.

Dentro de seu escopo de trabalho, está, ainda, a criação de novos produtos, desenvolvendo e testando fórmulas com a finalidade de determinar a cor, sabor e consistência do alimento, assim como o seu valor nutricional. Outro setor onde o engenheiro de alimentos pode atuar é no controle de qualidade, coordenando análises realizadas em laboratórios para garantir a qualidade dos produtos.

Ivana comenta que a formação destes profissionais possibilita um entendimento das ciências, ferramentas, legislações vigentes e sistemas regulatórios, o que auxilia empresários na tomada de decisões e na adequação às normas obrigatórias para o setor. “Na Essen, por exemplo, somos três engenheiras de alimentos com habilidades, formações e visões diferentes. Juntas, temos mais de quatro décadas de experiência desde a vida acadêmica, unindo-se à pesquisa, indústria e consultoria em diferentes áreas alimentícias. Como engenheiras, estamos sempre preocupadas com o layout, design higiênico e todas as questões práticas do estabelecimento. Com isso, conseguimos atender na totalidade os restaurantes e bares perante a exigência da vigilância sanitária e na solução de outras demandas”, explica a especialista.

A empresa é uma das mantenedoras da Associação de Bares e Restaurantes da Região das Hortênsias (Abrasel Hortênsias) e oferece serviços personalizados baseados nas legislações vigentes, como acompanhamento para liberação do alvará sanitário, implementação das Boas Práticas de Manipulação, desenvolvimento de fichas técnicas, padronização de processos para redução de desperdícios, adequação de cardápios conforme alegação de alergênicos e análise para aproveitamento integral dos produtos.

Para Ivana, atuar como mantenedora da Abrasel Hortênsias é uma forma de ampliar a qualidade já conhecida dos estabelecimentos associados. “Também oferecemos um serviço chamado Restaurante Seguro. Neste programa, visitamos o estabelecimento uma vez por mês e, através do diagnóstico mensal, treinamento dos colaboradores e do acompanhamento do registro de planilhas, é possível identificar os pontos de melhoria no serviço de alimentação, garantindo a segurança do alimento e o sucesso da empresa”.

Atuando no sentido de apoiar e defender estabelecimentos do setor de alimentação fora de casa, a Abrasel possui os chamados mantenedores para apoiar os associados. São empresas de diferentes segmentos dentro da gastronomia que oferecem serviços com valores diferenciados.

“Possuir um mantenedor como a Essen é um grande diferencial para a Associação e seus associados. Hoje, contar com os serviços de uma empresa especializada em soluções alimentícias ou de engenheiros de alimentos é um passo importante para a modernização de bares e restaurantes. Com esse apoio, os estabelecimentos podem se adequar a diversos mecanismos, além de contar com o olhar diferenciado e capacitado destes profissionais no que diz respeito a técnicas, práticas e conceitos”, afirma Marcelo Wazlawick, presidente da Abrasel Hortênsias.

Gramado Magazine

Tela Tomazeli l Editora

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Back To Top