skip to Main Content

Tela Tomazeli l Editora

Almadén inaugura enoturismo na Campanha Gaúcha

 

Investimento de R$ 3 milhões impulsiona turismo na região com estrutura que inclui museu, deck panorâmico nos vinhedos, torres, passarela sobre tanques, salas de degustação e o primeiro free shop de vinhos do Brasil em uma vinícola

 

Nasce uma nova era na Campanha Gaúcha. Às vésperas de completar 50 anos no Brasil, a Vinícola Almadén inaugura o Roteiro Enoturístico Almadén, em Santana do Livramento, um novo atrativo que vai acelerar o desenvolvimento do turismo na região, já consolidada como uma das principais produtoras de vinhos finos brasileiros. O investimento da Miolo Wine Group é de R$ 3 milhões com a geração inicial de 30 novos empregos diretos e uma expectativa de atrair 100 mil visitantes por ano. O grande diferencial é a loja franca de vinhos, o primeiro free shop de vinhos do Brasil em uma vinícola, com exposição e venda dos 120 rótulos do Grupo Miolo.

 

 

Aberto para degustar a vida, seguindo o novo conceito da marca, o complexo une história, cultura e inovação num roteiro aproximado de 1 hora, que começa pelo Museu Semente, passando pelo deck panorâmico no vinhedo e pela passarela na cantina até chegar à degustação e, por fim, ao Free Shop. A primeira loja franca de vinhos do Brasil em uma vinícola chega oferecendo aos consumidores todo o portfólio do grupo com preços mais baixos em razão de estarem livres de impostos. A redução chega a aproximadamente 30%. Além do preço, a praticidade de poder comprar rótulos de todas as marcas do grupo em um único lugar é uma das vantagens. O diretor superintendente da Miolo Wine Group, Adriano Miolo, explica que este projeto expande o negócio de experiência com o consumidor final. “Nosso objetivo é transformar este roteiro no sucesso que é o enoturismo no Vale dos Vinhedos”, ressalta. Para Adriano Miolo, tornar realidade mais este projeto traz o sentimento de dever cumprido e faz reviver tudo o que aconteceu no Vale dos Vinhedos e no Vale do São Francisco nas últimas duas décadas. “Temos um patrimônio histórico nas mãos. Preservar e compartilhar é nosso dever”, destaca.

 

 

Ainda mais brasileira, a Almadén tem orgulho de preservar os vinhedos de uvas viníferas mais antigos do Brasil, aplicando seu pioneirismo em enoturismo no fomento à Campanha Gaúcha, região que ostenta a Indicação de Procedência desde 2021. A Almadén, primeira marca a certificar seus vinhos com a IP Campanha Gaúcha, é a vinícola que tem mais vinhos certificados.

 

 

Nos trilhos do desenvolvimento, a região ganhará ainda mais velocidade com o Trem do Pampa, que deverá entrar em funcionamento até 2023. Serão 20 km, da Estação de Santana do Livramento até a Estação de Palomas. Operado pela Giordani Turismo, o passeio terá parada para visitação e degustação na Vinícola Almadén.

 

O novo roteiro

Ao chegar na Almadén, o turista se depara com uma fachada totalmente revitalizada, que dá as boas-vindas, conduzindo o visitante para a recepção. De lá, o roteiro vai avançando na história, ganhando recortes das memórias construídas pela marca. O Museu Semente reúne, em uma área de 100 metros quadrados, um acervo de fotos e objetos catalogados que contam essa trajetória. Um vídeo leva o visitante a viajar pelo passado e presente, mostrando a relevância da marca para a região e para a vitivinicultura brasileira. Este trabalho teve a produção de Nonô Joris ArteProdutora.

 

 

Do Museu, o passeio segue para a área externa. A paisagem característica da Campanha Gaúcha ganha destaque com um deck panorâmico de 25 metros de comprimento que avança sobre os vinhedos numa altura de 3 metros. Do mirante é possível apreciar o Cerro de Palomas, cartão postal da cidade ao fundo da linha do horizonte do vinhedo. Ali, o visitante recebe informações sobre os vinhedos, cultivo e variedades de uvas. No trajeto, também é possível avistar duas torres – 45m e 25m de altura – instaladas na propriedade, sinalizando o complexo na paisagem.

 

 

Do vinhedo para a cantina, o percurso segue por uma passarela aérea com 4,5m de altura sobre os tanques de aço inox. Todo know-how da Almadén na elaboração de vinhos e espumantes pode ser conferido neste momento. Atualmente, a capacidade de processamento da vinícola é de 6 milhões de quilos de uvas por ano e uma armazenagem de 8,3 milhões de litros, sendo uma das mais modernas e automatizadas da América Latina. De lá, o itinerário segue para as salas de degustação onde são degustados quatro produtos, selecionados de acordo com a estação do ano. A experiência encerra no free shop, que entrará em ação com a publicação no Diário Oficial da União. O projeto é da reconhecida arquiteta Vanja Hertcert, especializada em arquitetura do vinho.

 

SERVIÇO

O que? Visita Almadén

Onde? Estrada Municipal Livramento – Passo da Cruz – Santana do Livramento

Horário de visitação: Diariamente, de hora em hora, das 9h às 12h30min e das 13h30min às 15h30min

Horário do free shop: De segunda a sábado, das 8h30min às 17h. Domingos, das 10h às 16h45min

Valor: R$ 25 (taça cortesia)

Reservas: (55) 9 9687.2978 | 9 9708.2461 ou visitaalmaden@miolo.com.br

 

Um pouco da história

A Vinícola Almadén nasceu na Califórnia, nos Estados Unidos, em 1852, mas suas raízes no Brasil estão cada vez mais profundas. São 49 anos em solo brasileiro, desde sua fundação em 1973, sendo 13 deles como uma das unidades da Miolo Wine Group, que aposta no terroir da Campanha Central. Nessa última década, a marca passou por uma grande transformação, reformulando produtos e modernizando embalagens. Dos 1.200 hectares da propriedade, 450 têm vinhedos próprios em espaldeira. São 25 castas, de onde surgem 13 vinhos (sete tintos, cinco brancos e um rosé). Também são de lá o Single Vineyard Cabernet Franc e o Single Vineyard Riesling Johannisberg, ambos com IP Campanha Gaúcha, e o Miolo Vinhas Velhas Tannat, ícone da unidade.

 

Pioneira na tecnologia de aço inox e controle de temperatura na fermentação, com uma capacidade total de estocagem de 8,5 milhões de litros, a Almadén tem mapeado todos os seus vinhedos. São 138 parcelas, das quais 111 estão em produção. A vinícola foi a primeira da América Latina a introduzir a prensagem pneumática contínua. Este pioneirismo foi seguido pela Miolo Wine Group ao implantar a primeira colheita mecânica no Brasil em 2011.

 

Com 100 dias de sol no Verão, a região já era considerada uma das melhores do mundo para a vitivinicultura ainda em 1973, quando a Almadén investiu no local, sendo a primeira vinícola a se instalar em Santana do Livramento. Com o mesmo entendimento e acreditando no potencial do terroir, a Miolo não apenas deu continuidade como também apostou no projeto que veio completar o grupo, unindo-se às unidades do Vale dos Vinhedos (Miolo), de Candiota (Seival) e do Vale do São Francisco (Terranova).

 

De 2009 para cá, grandes investimentos foram feitos na renovação e manejo dos vinhedos. Anualmente, durante a safra de pouco mais de dois meses, são produzidos aproximadamente 6 milhões de quilos de uvas, uma operação que envolve mais de 400 pessoas. Além de variedades mais conhecidas como as tintas Cabernet Sauvignon e Merlot e as brancas Chardonnay e Sauvignon Blanc, a Almadén mantém um amplo trabalho de pesquisa com o terroir que tem permitido cultivar 25 diferentes castas, apostando em uvas menos conhecidas como as tintas Alicante Bouschet, Marselan e Tempranillo e as brancas Sémillon e French Colombard, por exemplo.

 

LINHA DO TEMPO ALMADÉN NO BRASIL

Século XIX – 1ª Vinícola Comercial da Califórnia – EUA.

1972 – Parceria entre a Universidade da Califórnia (Davis) e a Universidade Federal de Santa Maria – estudo que identificou a região da Campanha Gaúcha como uma das mais promissoras do Hemisfério Sul (Famoso paralelo 31).

1973 – Chegada da Vinícola Almadén no Brasil.

1974 – Importação das mudas da Califórnia.

1976 – Início do plantio do vinhedo Almadén em Santana do Livramento (Julgamento de Paris).

1980 – Construção da Vinícola Almadén.

1982 – Lançamento dos primeiros vinhos Almadén.

1986 – Marca assume a liderança no mercado brasileiro.

1993 – Lançamento no mercado brasileiro dos primeiros varietais finos com a marca Almadén.

2009 – Miolo adquire marca Almadén fazendo reformulação de vinhedos e rótulos e apresentação dos produtos.

2011 – Introdução da colheita mecânica, pioneira no país.

2020 – 100% dos vinhos da marca são veganos.

2021 – Conquista da IP Campanha Gaúcha.

2022 – Inauguração do Complexo Enoturístico Almadén com abertura do 1º Free Shop de Vinhos do Brasil em vinícola

 

Imagens: Emerson Ribeiro

Conteúdo: Conceito

Gramado Magazine

Tela Tomazeli l Editora

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Back To Top