skip to Main Content

Sebrae RS abre processo para certificação das Salas do Empreendedor

Prazo para inscrições é até 29 de julho  – Prefeituras gaúchas que investem na realização de um trabalho de excelência no que diz respeito ao fomento do empreendedorismo local já podem se inscrever para a IV Edição do Processo de Certificação das Salas do Empreendedor. O Sebrae RS recebe inscrições dos municípios até 29 de julho, pelo link https://pt.surveymonkey.com/r/sala_2022 

 

Marco do empreendedorismo gaúcho, a Sala do Empreendedor é um ambiente ligado ao poder público municipal que busca prestar atendimento simplificado e desburocratizado, facilitando o dia a dia do empreendedor junto aos órgãos públicos municipais. Além disso, os espaços concentram ferramentas e soluções ligadas às áreas de compras públicas, acesso a crédito, capacitações e informações gerais para quem busca empreender ou qualificar ainda mais o seu negócio.

 

Para o gestor estadual das Salas do Empreendedor do RS, Marcio Benedusi, os espaços devem colaborar para que o empresário possa contar com a facilidade de dirigir-se a um único local capaz de oferecer orientação e todos os serviços necessários para facilitar o surgimento de novas empresas bem como o fortalecimento das existentes. “Através disso, podemos aumentar a competitividade e promover o desenvolvimento sustentável dos empreendedores locais”, afirma. 

 

Conforme pontuação avaliada seguindo critérios técnicos, as Salas são qualificadas em quatro categorias: Bronze, Prata, Ouro e, desde o ano passado, Diamante. Dentre os principais requisitos de qualificação estão a união do maior número de serviços oferecidos aos empreendedores à qualidade dos mesmos. O processo de certificação é resultado de uma parceria entre a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) e o Sebrae RS para reconhecer os esforços de melhoria dos serviços e oferecer um atendimento ainda mais qualificado para os empreendedores locais.

 

Critérios de avaliação

“São avaliados 24 critérios no total, respondidos pelos responsáveis das Salas por meio de um link disponibilizado pela FNQ”, explica Benedusi. Após, serão realizadas entrevistas virtuais e as Salas que atenderem aos critérios pré-estabelecidos receberão a nova certificação. Para conquistar o selo Bronze, os espaços precisam oferecer pelo menos nove serviços básicos de uma lista de 12 opções. Entre eles estão serviços de orientação e formalização de MEI (Microempreendedor Individual), impressão de DAS e informações gerais para formalização de empresas. 

Para conquistar o selo Prata, além dos pré-requisitos do selo Bronze, são exigidos mais seis serviços intermediários de uma lista de oito opções, como por exemplo o atendimento do Corpo de Bombeiros, orientação para participação nas compras públicas e oferta de microcrédito. “Já para ser Ouro, além dos pré-requisitos para os níveis básico e intermediário, é exigido das Salas do Empreendedor o oferecimento de, pelo menos, mais três serviços avançados de uma lista de quatro opções: coworking, orientação jurídica, atendimento virtual e alvará online”, destaca o Gestor.

 

Para conquistar a categoria Diamante, será preciso alcançar o Atendimento Avançado +, atendendo os 24 requisitos solicitados no processo de certificação das Salas e com todos os atendentes terem concluído o Curso Online – Capacitação dos Atendentes da Sala do Empreendedor – disponível no site do Sebrae RS. O responsável pelo espaço também deverá ser de carreira, nomeado e já ter concluído algum curso de capacitação que aborde a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e outro que aborde a Lei da Liberdade Econômica.

 

Salas do Empreendedor no Estado

Atualmente, o RS conta com 160 Salas do Empreendedor, impactando em torno de 78% das micro e pequenas empresas do Estado. Em 2021, foram certificadas 46 como Bronze, 4 como Prata, 27 como Ouro e 22 como Diamante, totalizando 99 certificações. 

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top