skip to Main Content

Sondagem do Vestuário da Fecomércio-RS mostra cenário de recuperação

Os dados da Sondagem de Varejo de Vestuário mostram que a maior parte dos entrevistados já opera em níveis de vendas iguais ou superiores ao pré-pandemia

A Fecomércio-RS divulgou nesta quinta-feira, dia 07, a primeira rodada da Sondagem de Segmentos do Varejo de Vestuário. Visando traçar um perfil para o segmento, os entrevistados foram questionados quanto ao público-alvo: a maioria dos estabelecimentos (86,5%) revelou atuar para o público adulto-feminino. O segundo principal foco é o adulto-masculino (58,4%), seguido do juvenil-feminino e juvenil-masculino, que está presente em 39,2% e 30,6% dos estabelecimentos, respectivamente.

A maioria dos estabelecimentos (51,4%) revelou atuar há mais de 10 anos no mercado. No que diz respeito à organização financeira, os entrevistados foram questionados quanto à separação das finanças do negócio com relação às finanças dos sócios, à análise financeira do negócio, o nível de endividamento e à tomada de crédito. Também foram realizadas à gerenciamento de estoques e comportamento e custos de aluguéis e mercadorias.

Também se destacou na pesquisa as perguntas relacionadas ao enfrentamento da pandemia. Neste aspecto, para 53,5% dos estabelecimentos o nível de vendas atual se equipara ao do período pré-pandemia e 27,7% já operam com um volume de vendas superior. Quando questionados acerca de alguma medida implementada para mitigar perdas de receitas, 65,7% afirmaram ter realizado alguma ação. Dentre as principais destacaram-se a divulgação dos produtos nas redes sociais (77,1%) e as promoções (28,5%). O reforço nos canais digitais foi citado pela minoria dos entrevistados (38,4%), sendo que dentre os que reforçaram a atuação nesse meio, 91,2% relataram que os resultados foram positivos.

Quanto à avaliação da situação atual, 69,4% classificaram as vendas como boas, muito boas ou excelentes nos últimos seis meses. Na avaliação das vendas do Dia das Mães, 43,9% classificaram suas vendas como melhores do que do mesmo período de 2021. Na ocasião da pesquisa, 59,8% tinham expectativas otimistas para as vendas do Dia dos Namorados. Quanto às expectativas, para 67,2% dos entrevistados é esperada alguma melhora nas vendas nos próximos seis meses. Quanto à economia, essa proporção é de apenas 47,8%.

“O varejo de vestuário foi um dos segmentos mais afetados durante a pandemia. É muito importante que haja essa retomada. O tempo de portas fechadas e de outras restrições cobrou um custo altíssimo deste setor”, completou o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn.

A Sondagem de Segmento de Vestuário foi realizada entre os dias 23 de maio e 11 de junho de 2022.  No total, foram realizadas 385 entrevistas em estabelecimentos optantes pelo Simples Nacional, em todo o Estado

Veja aqui a Sondagem completa.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top