skip to Main Content

Empresas Randon anunciam investimento de R$ 100 milhões em projetos de energias renováveis

Companhia prevê investir, até 2030, em iniciativas para abastecimento das suas unidades industriais no Brasil e no exterior

As Empresas Randon apresentam ao mercado um novo plano de investimentos em geração de energias renováveis para abastecer suas unidades industriais. A primeira entrega no Brasil, de uma série de projetos em todo o mundo, é uma usina fotovoltaica com cerca de 2,3 mil painéis solares, que ficará instalada no Centro Tecnológico Randon (CTR), em Farroupilha (RS). Ao todo, a companhia projeta o investimento de cerca de R$ 100 milhões até 2030 nessas iniciativas. O plano foi apresentado nesta segunda-feira, 27 de junho, em um evento para colaboradores, parceiros, investidores e convidados.

A planta em estruturação, que deve ser concluída até dezembro deste ano, está recebendo aportes de cerca de R$ 7,2 milhões. Atenderá 100% da demanda de energia do próprio CTR para os próximos 25 anos. A iniciativa ainda busca garantir a capacidade instalada no local para o desenvolvimento de projetos voltados para a mobilidade elétrica, possibilitando que todos os veículos desenvolvidos e testados no Centro Tecnológico utilizem energia limpa. Além disso, cerca de 30% da energia gerada também atenderá a área de Expedição da Randon Implementos, localizada no complexo industrial do grupo no bairro Interlagos, em Caxias do Sul (RS).

A iniciativa está conectada aos compromissos ESG das Empresas Randon, de reduzir em 40% a emissão de gases de efeito estufa gerados no processo de produção até 2030. “As ações visando a sustentabilidade sempre foram prioridade para a companhia. Damos um passo importante para alcançar as metas que nos comprometemos, enfrentando os desafios globais e do negócio, além de contribuir para a economia e para um mundo melhor”, salienta o CEO das Empresas Randon, Sérgio L. Carvalho.

A RTS Industry, unidade da companhia focada na estruturação de projetos de robotização e automação industrial, será responsável pela entrega e desenvolvimento do modelo em outras unidades das Empresas Randon no Brasil e em outros países. Na China, já está em execução um projeto de usina fotovoltaica que deve ficar pronto até o fim deste mês. A usina está sendo instalada na unidade da Fras-le, em parceria com o governo chinês. Os painéis vão abastecer 20% da energia da unidade.

“Movimentos como esses que estamos anunciando reforçam nosso propósito e compromisso pela sustentabilidade e pelo desenvolvimento das comunidades onde estamos inseridos, colocando em prática os princípios e estratégias construídos pelas nossas equipes ao redor do mundo”, destaca o Presidente das Empresas Randon, Daniel Randon, que lidera o Comitê de ESG da companhia.

 

Imagem da planta de geração de energia fotovoltaica da Fras-le China. Crédito: Divulgação/Fras-le

 

Relatórios de Sustentabilidade

As Empresas Randon e a Fras-le divulgaram durante o evento desta segunda-feira os seus Relatórios de Sustentabilidade 2021. Os documentos trazem os principais aspectos ambientais, sociais, econômicos e de governança para os stakeholders da companhia. Os dois relatórios seguem as normas do GRI e do Relato Integrado, e pela primeira vez adotam também as diretrizes setoriais do Sustainability Accounting Standards Board (SASB) e passam por uma asseguração independente, ampliando ainda mais a qualidade e transparência das informações. Os relatórios podem ser acessados pelos sites randon.com.br e ri.fras-le.com.br.

 

Imagem do Centro Tecnológico Randon (CTR), onde ficará instalada a primeira usina fotovoltaica nas unidades da companhia no Brasil. Crédito: Márcio Campos.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top