skip to Main Content

NOVA PETRÓPOLIS RECEBE DELEGAÇÕES

Delegações das Surdolimpíadas começam a chegar em Nova Petrópolis. Equipe de futebol masculino da Ucrânia foi a primeira a chegar ao Município

Foto: Divulgação

A equipe masculina de futebol para surdos da Ucrânia foi a primeira a desembarcar em Nova Petrópolis para a 24ª edição das Surdolimpíadas de Verão, evento esportivo internacional que acontece de 1º a 15 de maio em Caxias do Sul. Delegações de pelo menos cinco países estarão hospedadas em hotéis e pousadas de Nova Petrópolis.

Os jogadores ucranianos e a comissão técnica estão hospedados no Hotel Alles Berg, no Centro de Nova Petrópolis. Ao longo da semana, o time realizou treinamentos no campo do Esporte Clube Nova Petrópolis. A estreia em campo será no sábado, 30 de abril, contra a Coreia do Norte, às 14h, no Estádio Cinquentenário.

Na tarde da terça-feira, 26 de abril, parte da equipe reuniu-se com o prefeito Jorge Darlei Wolf, que deu as boas-vindas e falou da grande importância de suas presenças para Nova Petrópolis. “É um acontecimento da maior grandeza e um privilégio para o nosso Município”, comentou.

O treinador do time ucraniano, Kozin Victor Vladimirovich, de 56 anos, falou em nome do grupo. Para a comunicação, foram utilizados aplicativos de tradução de português e ucraniano.

Victor e os demais integrantes da equipe ainda não vivenciaram a guerra, pois estavam em um período de treinamentos na Turquia quando a Ucrânia foi invadida, em fevereiro. Desde então, não voltaram para casa. “Minha família está na Ucrânia, onde tem mísseis e bombas. Tenho amigos que morreram ou ficaram feridos”, diz o treinador.

Conforme o esportista, a guerra fez com que todas as competições esportivas da Ucrânia fossem paralisadas. No entanto, o governo local decidiu que a equipe deveria representar o país nas Surdolimpíadas. A tão esperada volta para casa deve ocorrer após a disputa dos jogos no Brasil. “No momento somos lutadores no campo de futebol. No final das Surdolimpíadas, iremos para casa para defender o nosso país”, acrescenta Victor.

O pai do treinador tinha nacionalidade alemã, o que fez com que ele encontrasse características do país europeu na cidade de Nova Petrópolis. “Vejo uma pequena cidade, aconchegante e com muito verde. Lembra também a minha cidade natal, Poltava, na Ucrânia”.

Além da delegação ucraniana, o Hotel Alles Berg receberá cerca de 30 hóspedes do México e 10 autoridades federais do Quênia, país africano que deve reunir cerca de 300 pessoas em Nova Petrópolis. Também já há integrantes da delegação do Chile hospedados na cidade. A chegada das delegações deve ser finalizada no sábado, 30 de abril.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top