skip to Main Content

A vida renovada

(Mc 5,21-43)

13º Domingo do Tempo Comum

A ação miraculosa de Jesus restaurava a vida humana. As pessoas recorriam a ele, na esperança de se verem livres de suas doenças e enfermidades.

O chefe da sinagoga lançou-se aos pés de Jesus, suplicando-lhe a cura para sua filhinha doente, porque reconhecia ser ele a única saída para aquela situação desesperadora. A notícia da morte da menina não perturbou o Mestre. Ele tinha consciência do poder recebido do Pai, com o qual poderia trazer a menina de volta à vida. Daí sua advertência a Jairo: “Não temas, somente acredita”! E as palavras que dirigiu aos presentes: “A menina não morreu, está apenas dormindo”, que lhes pareceu ridículas. Com sua palavra poderosa, Jesus ordenou à menina que se pusesse em pé e retomasse sua vida normal. As forças da doença e da morte tinham sido vencidas.

A mulher com hemorragia também se voltou para Jesus em busca da vida. Em vão gastara todo o seu dinheiro com médicos, pois piorava sempre mais. Quando ouviu falar de Jesus, voltou-se para ele, na firme esperança de ver-se livre de sua doença. Bastava-lhe pouco. Apenas tocar na barra do manto. Assim o fez e foi curada.

Jesus sentiu algo saindo de si. Era como se aquela mulher estivesse bebido da fonte da vida. Afinal, ele tinha recorrido a quem, de fato, podia restaurar-lhe a vida.

Façamos nossa oração:

Senhor Jesus, deixa-nos saciar da fonte da vida que jorra de ti, para que sejamos curados tudo o que em nós é enfermidade. Amém.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top