skip to Main Content

Conselho de Saúde se reúne para tratar denúncia recebida pelo MP

Foto: Divulgação

Após insinuações nas redes sociais de que pessoas estariam furando a fila de vacinação contra o coronavírus, o Ministério Público encaminhou ofício a Secretaria de Saúde e ao Conselho Municipal de Saúde para que prestem esclarecimentos acerca dos fatos.

Na noite de quarta-feira (27), membros do Conselho estiveram reunidos no auditório do Centro Municipal de Saúde (Postão) para deliberar sobre a pauta. A procuradoria Geral do município já respondeu aos questionamentos da Promotoria Pública.

O secretário da Saúde e membro do Conselho Municipal de Saúde, Jeferson Moschen reafirma o compromisso com a transparência “Ninguém, absolutamente ninguém furou a fila no município de Gramado, independente de ser familiar de alguém importante no município ou não. Estamos seguindo rigorosamente o que preconiza o Ministério da Saúde e todas as pessoas que tem direito as doses estão sendo imunizadas”, explica Moschen. “Os dados foram entregues ao Ministério Público, pois não temos absolutamente nada a esconder, muito pelo contrário nosso trabalho é sério, comprometido e transparente”, reafirma.

Jeferson disse que as dúvidas sobre a vacinação recaíram sobre os profissionais da Secretaria de Saúde. “Nossas profissionais da Saúde estão abaladas e entristecidas, pois seu profissionalismo, dedicação e empenho foram colocados a prova. São pessoas que estão vivendo há quase um ano uma pressão diária em função da pandemia e das perdas que ocorreram no mundo. Precisamos ter a consciência que quando colocamos a ética e a moral a prova não é a do secretário, mas sim destes profissionais que estão na linha de frente do combate ao coronavírus e agora na vacinação das pessoas”, desabafa.

O diretor do Corpo Clínico do Hospital Arcanjo São Miguel, Élcio Starck Machado pediu cautela ao prejulgar as pessoas ou entidades sobre a vacinação. “Nem tudo que é dito ou publicado nas redes sociais é verdade. Precisamos ter cautela na maneira que conduzimos determinados assuntos colocados na internet. A Secretaria está seguindo os critérios de vacinação impostos pelos órgãos de controle. É o que tenho dito para minha filha de doze anos quando questionado porque determinada pessoa foi vacinada”, disse Élcio.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde, João Ademar Kury solicitou a formação de uma comissão que fará a análise de todos os procedimentos adotados pela Secretária de Saúde. “A Promotoria nos deu um prazo de sete dias para que possamos responder os questionamentos com relação ao acompanhamento do Conselho no processo de vacinação em Gramado. No meu entendimento e dos demais membros do Conselho, acredito eu, todos os procedimentos estabelecidos pelo Plano Municipal de Vacinação estão sendo seguidos”, avalia.

Vacinação segue em Gramado

Gramado recebeu até o momento (28 de janeiro) 950 doses da vacina contra o coronavírus, 530 doses da vacina Coronavac, produzida em parceria com o Instituto Butantan, e 420 doses da vacina desenvolvida pela universidade de Oxford, em parceria com a biofarmacêutica AztraZeneca. De acordo com a Secretaria de Saúde, o último levantamento aponta que das 950 doses, 530 já foram aplicadas, 258 pessoas estão aguardando a aplicação (cadastros realizados e aprovados) e 162 estão aguardando a realização do cadastro.

Após vacinar os idosos e trabalhadores das Instituições de Longa Permanência para Idosos, a Secretaria de Saúde está imunizando os profissionais que atuam na linha frente de combate ao novo coronavírus (Covid-19). “As doses recebidas não são suficientes para imunizar todos os profissionais de saúde, são cerca de 1.500, mas assim que novas remessas dos imunizantes forem entregues todos serão vacinados”, explica o secretário da Saúde.

A Secretaria divulgou agora a pouco o ordenamento prioritário dos profissionais que já foram imunizados. Neste momento estão sendo vacinados os trabalhadores que atuam em consultórios, laboratórios e farmácias. Os profissionais que atuam na equipe de vacinadores volante da Secretaria de Saúde, Unidade de Terapia Intensiva e Centro de Terapia Intensiva Covid-19, rede de Urgência e Emergência, unidade de internação para Covid-19, ambulatórios exclusivo Covid-19, coletadores de SWAB nasofaríngeo, ambulatórios, áreas não Covid-19 do Hospital Arcanjo São Miguel e da Atenção Básica já forma imunizados. Texto: Fábio Schmatz  

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top