skip to Main Content

2007 – 35ª Festival de Cinema de Gramado

Melhor Filme Brasileiro: “Castelar e Nelson Dantas no Pais dos Generais”, de Carlos Prates

Em Minas, nos anos da ditadura militar, cineastas atormentados pelos personagens de seus filmes lançam a pergunta fulminante: por que as mulheres são tão belas? Nenhum cometeu o erro de imaginar que a razão fosse o vestido. Mesmo quando as mulheres se encontram bem cobertas, a nudez sob as vestes pode ser possuída pelos olhos do bicho homem. Basta que ele saiba olhar com concentrada gana.

Melhor Filme Estrangeiro: “Nacido y Criado”, de Pablo Trapero

Santiago (Guillermo Pfening) un joven dedicado a la restauración de antiguos objetos y la decoración, vive cómodamente gracias al éxito del atelier que ha construido con Milli (Martina Gusman), su mujer. Junto a su pequeña hija Josefina conforman una feliz familia que transita lo cotidiano sin demasiados sobresaltos. Sin embargo, en la intimidad, Santiago se muestra ajeno al aparente bienestar. Un sorpresivo accidente en la ruta desata una tragedia familiar, un violento giro en su vida. En un paisaje helado del extremo sur argentino, Santiago irreconocible, reaparece trabajando en un perdido aeropuerto del fin del mundo. Pocos vuelos, poca gente, una pequeña pista de ripio y una destartalada torre de control.

LONGAS BRASILEIROS

Melhor Diretor: Paulo Caldas, por “Deserto Feliz”

Melhor Ator: Gustavo Machado, por “Olho de Boi”

Melhor Atriz: Ingra Liberato, por “Valsa Para Bruno Stein”

Melhor Roteiro: Marcos Cesana, por “Olho de Boi”

Melhor Fotografia: Paulo Jacinto dos Reis, por “Deserto Feliz”

Prêmio Especial do Júri: “Condor”, de Roberto Mader

Prêmio Qualidade Artística: Victor Biglione, por “Condor”

Melhor Diretor de Arte: Moacyr Gramacho, por “Deserto Feliz”

Melhor Música: Erasto Vasconcelos e Fábio Trummer, por “Deserto Feliz”

Melhor Montagem: “Castelar e Nelson Dantas no Pais dos Generais”, de Carlos Prates

Prêmio da Crítica: “Deserto Feliz”, de Paulo Caldas

Melhor Filme (Júri Popular): “Deserto Feliz”, de Paulo Caldas

LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO

Melhor Diretor: Pablo Trapero, por “Nacido y Criado”

Melhor Ator: César Troncoso, por “El Baño del Papa”

Melhor Atriz: Virginia Méndez, por “El Baño del Papa”

Melhor Roteiro: Enrique Fernandez e Cesar Charlone, por “El Baño del Papa”

Melhor Fotografia: Bill Neito, por “Nacido y Criado”

Prêmio Especial do Júri: Paul Leduc, por “Cobrador”

Prêmio Excelência de Linguagem Técnica: “El Baño del Papa”, de Enrique Fernández e César Charlone

Prêmio da Crítica: “El Baño del Papa”, de Enrique Fernández e César Charlone

Melhor Filme (Júri Popular): “El Baño del Papa”, de Enrique Fernández e César Charlone

CURTAS 35MM

Melhor Filme de Curta-metragem em 35mm: “Alphaville 2007 d.C”, de Paulinho Caruso

Melhor Diretor: Esmir Filho, por “Saliva”

Melhor Ator: Francisco Gaspar, por “O.D. – Overdose Digital”

Melhor Atriz: Caroline Abras, por “Perto de Qualquer Lugar”

Melhor Roteiro: Paulinho Caruso, por “Alphaville 2007 d.C”

Melhor Fotografia: Carlos Ebert, por “Satori Uso”

Melhor Direção de Arte: Eduardo Correa, por “Balada do Vampiro”

Melhor Música: Celso Loch, por “Balada do Vampiro”

Melhor Montagem: Paulinho Caruso, Rê Castanhari , Vitali e Pedro Caetano, por “Alphaville 2007 d.C”

Prêmio da Crítica: “Satori Uso”, de Rodrigo Grota

MOSTRA GAÚCHA

Melhor Filme: “Rolex de Ouro”, de Beto Rodrigues

Melhor Diretor: Beto Rodrigues, por “Rolex de Ouro”, e Rafael Figueiredo, por “A Peste da Janice”

Melhor Roteiro: Márcio Schoenardi, por “Os Viajantes”

Melhor Ator: Marcelo de Paula, por “Um Aceno na Garoa”

Melhor Atriz: Renata de Lélis, por “Um Aceno na Garoa”

Melhor Fotografia: Alberto La Salvia, por “A Peste da Janice”

Melhor Montagem: Fábio Lobanowsky, por “A Peste da Janice”

Melhor Direção de Arte: Eduardo Antunes, por “Um Aceno na Garoa”

Melhor Música: Geraldo Flach, por “Um Aceno na Garoa”

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top