skip to Main Content

2005 – 33ª Festival de Cinema de Gramado

Melhor Filme Brasileiro: “Gaijin – Ama me Como Sou”, de Tizuka Yamasaki

Em 1908 chega ao Brasil Titoe (Kyoko Tsukamoto), japonesa que vem ao país na intenção de conseguir dinheiro com seu trabalho para então retornar ao Japão e poder seguir sua vida no país-natal.

Melhor Filme Estrangeiro: “Un Mundo Menos Peor”, de Alejandro Agresti

Tutto il bene del mondo un film di Alejandro Agresti

Prêmio Especial do Júri: “Cafundó”, de Paulo Betti e Clovis Bueno

Prêmio do Júri Popular: “Diário de Um Novo Mundo”, de Paulo Nascimento

LONGA-METRAGEM BRASILEIRO

Melhor Diretor: Tizuka Yamasaki, por “Gaijin – Ama me Como Sou”

Melhor Ator: Lázaro Ramos, por “Cafundó”

Melhor Atriz: Priscila Rozenbaum, por “Carreiras”

Melhor Ator Coadjuvante: Miguel Ramos, por “O Cerro do Jarau”

Melhor Atriz Coadjuvante: Aya Ono, por “Gaijin – Ama me Como Sou”

Melhor Roteiro: Pedro Zimmermann, por “Diário de Um Novo Mundo”

Melhor Montagem: Giba Assis Brasil, por “Sal de Prata”

Melhor Fotografia: José Roberto Eliezer, por “Cafundó”

Melhor Música: Egberto Gismonti, por “Gaijin – Ame me Como Sou”

Melhor Direção de Arte: Vera Hamburger, por “Cafundó”

LONGA-METRAGEM BRASILEIRO – DOCUMENTÁRIOS

Melhor Filme: “Soy Cuba, O Mamute Siberiano”, de Vicente Ferraz

Prêmio Especial do Júri: “Doutores da Alegria”, de Mara Mourão e “Do Luto à Luta”, de Evaldo Mocarzel

Prêmio da Critica: “Soy Cuba – o Mamute Siberiano”, de Vicente Ferraz

Prêmio do Júri Popular: “Doutores da Alegria”, de Mara Mourão

LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO

Melhor Diretor: Alejandro Agresti, por “Un Mundo Menos Peor”

Melhor Ator: Roque Valero, por “Punto y Raya”

Melhor Atriz: Julieta Cardinali, por “Un Mundo Menos Peor”

Prêmio Especial do Júri: Sergio Arau, Yareli Arizmendi e Sergio Guerrero, pelo roteiro de “Un Dia Sin Mexicanos”

Prêmio da Crítica: “Punto y Raya”, de Elia Schneider

CURTAS METRAGENS 35MM

Melhor filme “Entre Paredes”, de Eric Laurence

Melhor Diretor: Eric Laurence, por “Entre Paredes”

Melhor Ator: André Gonçalves, por “Eu te darei o Céu”

Melhor Atriz: Nany di Lima, por “Eu te darei o Céu”

Melhor Roteiro: Nanna de Castro, por “Eu te darei o Céu”

Melhor Montagem: Eric Laurence, por “Entre Paredes”

Melhor Fotografia: Rodrigo Monte, por “Desejo”

Melhor Música: Nana Vasconcelos, por “Entre Paredes”

Melhor Direção de Arte: Naíra Coelho, por “Os Olhos do Pianista”

Prêmio Especial do Juri: “Visita Íntima”, de Joana Nin

Prêmio da Crítica: “Entre Paredes”, de Eric Laurence

Prêmio do Júri Popular: “Eu Te Darei o Céu”, de Afonso Poyart

CURTAS METRAGENS 16MM

Melhor Filme em Curta e Média Metragem 16mm: “Noturno”, de Daniel Salaroli

Melhor Diretor: Daniel Salaroli, por “Noturno”

Melhor Ator: Lauro Montana, por “Seqüestramos Augusto César”

Melhor Atriz: Rosane Correa, por “Cólera”

Melhor Roteiro:Leandro Davico, por “Cólera”

Prêmio Especial do Júri: “Dalva”, de Caroline Leone

CURTAS GAÚCHOS

Melhor Filme 16 mm: “Prato do Dia”, de Rafael Figueiredo

Melhor Filme 35 mm: “Início do Fim”, de Gustavo Spolidoro

Melhor Diretor: Gustavo Spolidoro, por “Início do Fim”

Melhor Roteiro: Lancast Mota, por “Kactus Kid”

Melhor Ator: Nilson Asp, por “Início do Fim”

Melhor Atriz: Thelma Reston por “Hoje tem Felicidade”, de Lisiane Cohen

Melhor Fotografia: Maurício Borges de Medeiros, por “Os Olhos do Pianista”

Melhor Montagem: Milton do Prado, por “Prato do Dia”de Rafael Figueiredo

Melhor Direção de Arte: Luis Roque, por “Início do Fim”

Melhor Música: Sérgio Olivé, por “Os Olhos do Pianista”

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top