skip to Main Content

Gráfico mostra evolução dos casos de COVID-19 em Gramado

A equipe de Vigilância Epidemiológica do município apresentou dados sobre a evolução dos casos de Covid-19 em Gramado. Compilando dados de 19 de maio até 30 de junho, o gráfico demonstra um aumento considerável de casos positivos, indicando um aceleramento da contaminação no município. Nesse sentido, a equipe sinaliza um alerta que, ao sentir sintomas, mesmo que leves, como dor de cabeça, tosse ou dor de garganta, a população deve procurar os serviços de saúde e passar por avaliação profissional.

Atualizado em 01/07/2020 – Prefeitura Municipla de Gramado

Covid-19: novas testagens ampliam para 43 o número de casos positivos

O boletim epidemiológico do Centro de Operações de Emergências (COE) Gramado desta quarta-feira, dia 1º, registra mais oito casos positivos para Covid-19 no município. Até o momento são 43 registros positivos, sendo 27 recuperados e 13 em isolamento domiciliar. Já foram realizadas 1112 testagens, com 1040 resultados negativos.

A UTI do Hospital São Miguel continua com sete pacientes internados, dos quais três são moradores do município (dois têm diagnóstico positivo e um é suspeito para Covid-19). Outros quatro não residentes estão na UTI e todos têm diagnóstico positivo para Covid-19.

Na enfermaria da casa de saúde estão internados três moradores de Gramado (dois suspeitos e um positivo para Covid-19) e um paciente de outra cidade (considerado suspeito).

Os pacientes de outras cidades são encaminhados pelo sistema estadual de regulação de leitos. Os suspeitos aguardam resultado de exames laboratoriais.

Confira o boletim no link: https://www.gramado.rs.gov.br/storage/attachments/5tZeYIMm2xrjRv2HxngjCOqnAMpx7O6UV9K5MDt1.pdf
Orientações no site: www.gramado.rs.gov.br/covid-19
Números no Brasil: covid.saude.gov.br
Números do Estado: ti.saude.rs.gov.br/covid19

Ao ser enquadrado como caso suspeito, todos os protocolos orientados pelo Ministério da Saúde serão realizados: isolamento do paciente e seus contatos intradomiciliares, prescrição de medicamentos, monitoramento telefônico pelas equipes de saúde e testagem. “É importante que os empregadores monitorem a saúde de seus colaboradores e indiquem afastamento mediante adoecimento a fim de evitar surtos nos espaços de trabalho. A população precisa exercer sobretudo a vigilância comunitária, denunciando pelo canal Fala Cidadão aglomerações, não cumprimento das medidas previstas pelos Decretos Municipal e Estadual e sobretudo, praticar o distanciamento social. Todos precisam fazer sua parte para que possamos passar pela pandemia com menor custo humano possível”, afirma Andréia Burille, enfermeira da Vigilância Epidemiológica.

Essa matéria tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top