Severino, Gustavo e Adriana Ecker . Foto: Carlos Borges

O talento, a produção e os esforços da comunidade do interior são regularizados por meio do Programa Gramado Colônia. Dentro deste projeto, 10 novas agroindústrias serão formalizadas: estes negócios rurais receberam a documentação que viabilizará a sua regularização na tarde da quinta-feira, dia 27.

Integrantes da Agroindústria. Foto: Carlos Borges
Prefeito em exercício Evandro Moschem, secretário Alexandre Meneguzzo, e Leila e Nilton Lazaretti

A solenidade reuniu integrantes da zona rural e lideranças de Gramado – que reiteraram a necessidade da promoção do desenvolvimento do interior do município. O encontro foi realizado na propriedade de Nilton e Leila Lazaretti, na Linha Tapera. “Esse é um passo a mais que a gente está dando. Gostaria que meu bisavô estivesse aqui para ver isso acontecendo, porque foi ele que começou tudo aqui. Agora a gente está na quarta geração, então é um orgulho”, afirma Nilton Lazaretti.

Sustento
Desde o início oficial deste programa, no segundo semestre de 2018, um total de 54 agroindústrias foram incentivadas – por meio de um investimento de R$ 200 mil da Prefeitura de Gramado. Para o secretário da Agricultura, Alexandre Meneguzzo, esta é uma forma de valorizar os gramadenses que têm seu sustento no interior. “A ideia, com estas ações, é canalizar os produtores para um novo mundo: o mundo do turismo, do mercado institucional (merenda escolar), da Casa do Colono. É apoiar estas produções e motivar estes trabalhadores”, pontua.

Prefeito em exercício
O vice-prefeito Evandro Moschem assume como prefeito em exercício na quinta, dia 27, e nesta sexta-feira, dia 28. No primeiro dia atendeu a comunidade no gabinete e visitou empresas. No final da tarde participou desta solenidade de entrega dos certificados aos produtores rurais. “Acreditamos que é na agricultura que também diversificaremos a matriz econômica de Gramado. Hoje 4% da economia do município gira em torno deste segmento. Isso pode parecer pouco, mas não é. E temos muito o que crescer ainda”, aposta Moschem.

“Vai profissionalizar nosso trabalho”
Severino e Adriana Ecker atuam há uma década na produção de frutas secas e de graspa. O casal, acompanhada do filho Gustavo, confirma que a regularização da agroindústria deverá favorecer o comércio de seus itens. “Vai ser uma baita ajuda, porque vai profissionalizar nosso trabalho. Assim a qualidade vai estar ainda mais garantida”, assegura Adriana. Texto: Letícia Rossa

Agricultores contemplados
Volmir Fais – Verduras embaladas
Leonardo Cavichion – Vinhos e sucos orgânicos
Juliano Klemann – Conservas e doces de frutas
Severino Ecker – Graspa
Ereonita Cavichion – Frutas secas
Nilton Lazaretti – Vinhos e graspa
Sérgio Hörlle – Biscoitos, cucas e pães
Cláudia Schneider – Biscoitos
Carlos Weber – Derivados de açúcar
Eliezer Nascimento de Lima – Ovos