Buscando ações e programas a serem desenvolvidos no município pelo projeto “Gramado Cidade Inteligente”, o secretário de Indústria e Comércio, Paulo Volk, e o secretário adjunto de Governança e Desenvolvimento Integrado, Anderson Boeira, participaram do Smart City Expo Curitiba (PR), realizado de 28 de fevereiro a 1º de março, no Expo Renault.

 

O congresso é a versão brasileira do maior evento do segmento que ocorre em Barcelona, na Espanha, o Smart City Expo World Congress. Entre os palestrantes em Curitiba, estavam profissionais renomados da área de tecnologia digital, como o jornalista André Trigueiro e o diretor do Massachussets Institute of Technology (MIT) – Estados Unidos, Carlo Ratti.

“A tecnologia é um meio para tornar nossas vidas mais significativas, mas sem desumanizar o cotidiano”, avalia o secretário adjunto Anderson sobre a palestra de Ratti, que utiliza o termo “cidades sensíveis” ao invés de “cidades inteligentes”. “O próprio termo coloca ênfase nas pessoas, na cidadania, exatamente a proposta do projeto em Gramado, uma cidade que é sensível por e pelos seus habitantes”, continua Anderson. 

Parte do congresso tratou do movimento da cidade inteligente como um motor para o desenvolvimento econômico e da modernização dos serviços públicos. “Os serviços públicos, juntamente aos múltiplos setores privados, necessitam encontrar seu espaço na atual transformação digital. Essa transformação significa um caminho para a modernização das autoridades públicas e dos serviços que elas oferecem”, avalia o secretário Paulo Volk.

Uma cidade inteligente

O conceito de Cidade Inteligente engloba sistemas de pessoas interagindo e usando energia, materiais, serviços e financiamento para catalisar o desenvolvimento econômico e a melhoria da qualidade de vida. Esses fluxos de interação são considerados inteligentes por fazer uso estratégico de infraestrutura, da informação e da comunicação para dar resposta às necessidades sociais e econômicas da sociedade.

Em Gramado, inovação é a palavra que caminha ao lado da sustentabilidade. Por isso o projeto “Gramado Cidade Inteligente” planeja a disponibilidade de internet livre em toda a cidade e a implantação do conceito de Cidade Cognitiva, conjunto de tecnologias transformacionais que mudam a maneira como um ser humano se conecta com um município.