O tratamento e a ampliação da rede de esgoto sanitário do município de Canela foram pautas de uma reunião que ocorreu na última quarta-feira (2), no Gabinete do prefeito Constantino Orsolin, entre representantes da Companhia Riograndense de Saneamento - Corsan, do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e do Executivo canelense.

Conforme o diretor de Expansão da Corsan, Marcus Vinícius Caberlon, a companhia está negociando junto ao CAF o financiamento de R$ 60 milhões para executar obras de expansão da rede de coleta do esgoto, assim como realizar investimentos nas estações de tratamento. “Estamos aqui para afirmar que pretendemos resgatar o nosso compromisso com Canela. Vamos visitar diversos pontos da cidade para elaborar uma avaliação final que apontará as principais necessidades para melhorarmos os serviços prestados à população e aos milhares de turistas que visitam a região”, comentou Marcus Vinícius.

O prefeito Constantino Orsolin ressaltou a importância de buscar soluções para os problemas ambientais de forma urgente, lembrando que as belezas naturais de Canela como a Cascata do Caracol são as principais fontes de receita do município através do turismo. “Este projeto é fundamental para o futuro do turismo não só em Canela, mas em toda a região. Não podemos matar a nossa galinha dos ovos de ouro, que é a natureza”, comentou Orsolin. Também estiveram presentes na reunião o secretário de Governança, Planejamento e Gestão, Vilmar Santos e o secretário de Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade Urbana, Paulo Tomasini.   

 

Estação de tratamento

Após o encontro na Prefeitura de Canela diretores, engenheiros e técnicos da Corsan e do CAF percorreram diversos pontos do município para elaborar um estudo econômico do projeto. Um dos locais visitados foi a Estação de Tratamento Santa Terezinha, localizada no bairro que leva o mesmo nome e que deverá receber obras de modernização. Segundo o diretor de Expansão da Corsan, Marcus Vinícius Caberlon, a projeção para finalização das obras após a liberação dos recursos é de aproximadamente quatro anos.   Conteúdo: Rafael Zimmermann