Neste sábado (06), a programação inicia às 9h com a presença de Paulo Portella, artista plástico, educador, museólogo e coordenador do Serviço Educativo do Museu de Arte de São Paulo (MASP) desde 1997. Portella ministra a palestra “Serviço Educativo do MASP: uma abordagem de construção de sentidos com o visitante do museu 1997-2013”. Nesta conversa, ele apresentará as linhas mestras que norteiam o trabalho em grupo desenvolvido no MASP, desde a implantação do Setor Educativo no museu, em 1997.

Às 10h30 do mesmo dia, é a vez de Maria Isabel Leite, doutora em Educação e pesquisadora autônoma da infância e da educação, dividir suas ideias com o público. Na palestra “Museu também é lugar para criança pequena!”, Isabel debate diferentes concepções de infância e coloca os pequenos como sujeitos produtores e consumidores críticos de cultura. 

 

Conversa com curadora - Morandi no Brasil

 

No sábado seguinte (13), a programação inicia também às 9h, com Cayo Honorato, doutor em Filosofia e Educação e pesquisador na área de mediação cultural, que fala sobre “Concepções de Públicos da Mediação Cultural”, discutindo as funções e o sentido da mediação cultural.

Em seguida, às 10h30, Rejane Galvão Coutinho, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP) e pesquisadora em educação e museus e formação de mediadores, lidera o debate em torno da formação necessária para se tornar educador ou mediador cultural. Crédito Morandi do Brasil