A Bruta Flor do Querer (2013) - SP

Direção: Andradina Azevedo e Dida Andrade
Classificação indicativa: 16 anos / 80’

Diego, um recém-formado em cinema, se vê obrigado a trabalhar como câmera-man de casamentos. Enquanto luta para realizar seu primeiro filme e ser visto como diretor, ele tenta sobreviver ao seu maior medo e objeto de desejo: as mulheres.

Ficha técnica
Empresa Produtora: Filmes da Lata
Produtor Executivo: Andradina Azevedo, Dida Andrade e Bia Vilela
Roteiro: Andradina Azevedo e Dida Andrade
Elenco: Diana Mota, Dida Andrade, Andradina Azevedo, Danilo Grangheia, João Federici, Arua Maroni, Sue Nhamandu, Daniele Rosa, Clara Andrezzo, Catarina Balbino e Fernanda Galvão.
Direção de Fotografia: Gallo Rivas
Direção de Arte: Mariana Barauna
Trilha Musical: Marcelo Rivas
Montagem: Pedro Silva

Perfil dos diretores
Juntos, Andradina Azevedo e Dida Andrade produziram três curtas entre 2008 e 2012 e ganharam 23 prêmios além de ter participado de 74 festivais nacionais e internacionais. Estiveram presentes duas vezes no Festival de Cinema de Gramado com seus curtas-metragens.


A Coleção Invisível (2012) - BA
Direção: Bernard Attal
Classificação indicativa: 14 anos / 89’

Para resolver a crise financeira da loja de antiguidades de sua família, Beto se aventura ao interior da Bahia em busca de uma coleção de gravuras raras. Ali ele encontra Samir, o colecionador, e a sua família arruinada pela decadência das plantações de cacau. O encontro o fará mergulhar na sua própria historia familiar e mudar sua visão do mundo.

Ficha técnica
Empresa Produtora: Santa Luzia Filmes
Produtor Executivo: Diana Gurdel
Roteiro: Bernard Attal, Sérgio machado, Iziane Mascarenhas
Atores: Vladimir Brichta, Walmor Chagas, Ludmila Rosa, Paulo Cesar Pereio, Frank Menezes, Conceição Senna, Clarisse Abujamra
Direção de Fotografia: Matheus Rocha
Direção de Arte: Joazito Pereira
Trilha Musical: Tîe, Fabio
Montagem: Karen Harley
Trilha Sonora Original (Compositor): Silvain Vanot
Equipe (outros integrantes): Waldir Xavier, Ricardo Cutz, Nicolas Hallet (som)

Perfil do diretor
Dirigiu três curtas-metragens, “29 Polegadas” (2005), “Ilha do Rato” (2006), “Um Passeio de Bicicleta” (2009) e “Os Magníficos” (2010), um documentário para a TV Brasil. Juntos, os filmes participaram de mais de cem festivais ao redor do mundo.

 

Até Que a Sbórnia nos Separe (2013) - RS
Direção: Otto Guerra e Ennio Torresan Jr.
Classificação indicativa: livre / 83’

O que acontece quando o muro que separa um pequeno país chamado Sbórnia do resto do mundo cai acidentalmente? Tranquilos e parados no tempo, o povo da Sbórnia é agora atingido pelos ventos da modernidade vindos da cidade grande. Os conflitos causados pelo violento choque cultural bagunçam a vida dos protagonistas Kraunus e Pletskaya, dois conhecidos músicos sbornianos. Como conseqüência da interferência continental nos arraigados hábitos da Sbórnia, alguns nativos fazem acordar velhas crenças adormecidas e se põem a resgatar sua identidade como sbornianos. O filme é baseado no espetáculo teatro-musical Tangos & Tragédias, criado por Hique Gomez e Nico Nicolaiewsky, e que tem sido apresentado pelos palcos do mundo com grande sucesso pelos últimos 20 anos, tendo sido visto por mais de 1 milhão de pessoas.

Ficha técnica
Empresa Produtora: Otto Desenhos Animados ltda
Produção Executiva: Marta Machado
Roteiro: Rodrigo John & Tomas Creus
Atores (animação – vozes): Hique Gomez, Nico Nicolaiewsky, Otto Guerra, André Abujamra, Arlete Salles, Fernanda Takai
Direção de Arte: Eloar Guazzelli & Pilar Prado
Trilha Musical: André Abujamra, Nico Nicolaiewsky & Hique Gomez
Montagem: Pedro Harres, Ennio Torresan Jr. e Otto Guerra
Trilha Sonora Original (Compositor): André Abujamra
Direção de animação: Fabiano Pandolfi
Animação 3D adicionais: Marco Arruda
Artista de storyboard: Ennio Torresan Jr
Edição e mixagem de som: Armando Torres Jr, Eduardo Virmond, Tiago Bello e Alessandro Laroca
Animação: Hermes Barboza e Wesley Rodrigues

Perfil do diretor
Otto Guerra realiza filmes de animação há 35 anos. Este é seu terceiro longa-metragem. Ennio Torresan Jr. trabalha na Dreamworks como artista de storyboard há 10 anos.


Éden (2013) - RJ
Direção: Bruno Safadi
Classificação indicativa: 12 anos / 75’

Rio de Janeiro, 2012. Karine, 30 anos, grávida de 8 meses, perde seu marido assassinado. Ela e o irmão quase morrem, mas são salvos pelo Pastor Naldo da Igreja Evangélica do Éden. Karine carregará consigo o conflito de buscar a salvação na religião evangélica ou no nascimento do filho.

Ficha técnica
Empresa Produtora: TB Produções / Greengo Films
Produtor Executivo: Jan Roldanus
Roteiro: Antonia Pellegrino, Bruno Safadi
Elenco: Leandra Leal, João Miguel, Julio Andrade, André Ramiro, João Zappa, Cristina Lago
Direção de Fotografia: Lula Carvalho
Direção de Arte: Lulu Continentino
Trilha Musical: Guilherme Vaz
Montagem: Rodrigo Lima
Figurino: Gabriela Campos
Maquiagem: Auri Alex
Direção de Produção: Leonardo Pirovano; Tiago Melo

Perfil do diretor
Bruno Safadi nascido em 1980, natural do Rio de Janeiro, escreveu, produziu e dirigiu quatro longas-metragens: "Meu nome é Dindi" (2007), "Belair" (2009), "Éden" (2012) e "O Uivo da Gaita" (2013).

 

Os Amigos (2013) - SP

Direção: Lina Chamie
Classificação indicativa: 12 anos / 89’

Não há escuridão que resista à luz. Um dia na vida de Théo, um arquiteto em São Paulo. A partir do momento em que o sol nasce até o novo nascer do sol no dia seguinte. Um dia um tanto especial. Pela manhã Théo vai ao funeral de um querido amigo de infância. Durante o dia Théo vai lembrar-se do amigo e quem sabe através dos pequenos gestos cotidianos, se redescobrir.

Ficha técnica
Empresa Produtora: Girafa Filmes / Dezenove Som e Imagens
Produção Executiva: Sara Silveira e Maria Ionescu
Roteiro: Lina Chamie
Elenco: Marco Ricca, Dira Paes, Caio Blat, Alice Braga, Rodrigo Lombardi, Fernando Alves Pinto, Sandra Corveloni, Teka Romualdo, Otávio Martins, Edgar Castro, Rodrigo Fregnan, Giulio Lopes, Lucas Zamberlan, David Galdeano, Natan Felix, Matheus Restiffe, Gregório Mussatti Cesare, Maria Manoella, Martha Nowill, Julia Weiss, Lais Machado Dias
Direção de Fotografia: Jacob Solitrenick, ABC
Direção de Arte: Mara Abreu
Trilha Musical: Camille Saint-Saens, Edvard Grieg e Benjamin Britten
Montagem: Karen Harley
1ª Assistente de Direção: Inês Mulin
Direção de Produção: Ronald Kashima
Assistente de Produção Executiva: Vinícius Pardinho
Preparação de Elenco: Diogo Mattos
Produção de Elenco: Patrícia Faria
Figurinista: Joana Porto
Som Direto: Tide Borges e Lia Camargo
Edição de Som: Pedro Noizyman

Perfil da diretora
A cineasta Lina Chamie dirigiu os premiados longas-metragens "Tônica Dominante" (2001) e "A Via Láctea" (2007) - que teve sua estréia mundial no Festival de CANNES -, e "Santos - 100 Anos de Futebol Arte" (2012) e "São Silvestre" (2013).

 

Primeiro Dia de Um Ano Qualquer (2012) - RJ
Direção: Domingos Oliveira
Classificação indicativa: 14 anos / 81’

O filme começa com o amanhecer e termina com o último raio de sol que se esconde na montanha durante um dia primeiro do ano numa rica casa de campo nos arredores do Rio. Cruzam-se muitos personagens, todos em crise, enfrentando as mais variadas finitudes e limitações, terminando por ter certeza: a vida continua e o mundo não vai acabar. Uma comédia comovente e engraçada, um filme panorâmico onde os muitos personagens buscam um sentido para viver.

Ficha técnica
Empresa Produtora: Teatro Ilustre Produções Artísticas LTDA
Produção Executiva: Tereza Gonzalez
Roteiro: Domingos Oliveira
Elenco: Maitê Proença, Dedina Bernadelli, Domingos Oliveira, Ricardo Kosovski, Alexandre Nero, Orã Figueiredo, Fernando Arze, Guilherme Fiúza, Marcelo Pio, Alexandre Freitas, Argus Caruso, Priscilla Rozenbaum, Sara Antunes, Clarice Falcão, Clarisse Derziè Luz, Tammy Dicalafiori, Duaia Assumpção, Teresa Bernadelli, Nina Luz, Ana Vitória Bastos, Júlia Portes, Ney Matogrosso (participação especial)
Direção de Fotografia: Alexandre Ramos
Direção de Arte: Maitê Proença
Montagem: Tina Saphira

Perfil do diretor
Seu nome é diretamente vinculado – como autor, diretor, ator, produtor, cantor, pensador - a mais de cento e trinta títulos nas três mídias: Teatro, Cinema e TV.

 

Revelando Sebastião Salgado (2012) - RJ
Direção: Betse de Paula
Classificação indicativa: não informada / 75’

“Revelando Sebastião Salgado” é o primeiro documentário brasileiro sobre um dos mais importantes e mais respeitados fotógrafos contemporâneos, reconhecido por seu estilo único de fotografar.

Ficha técnica
Empresa Produtora: BPP Produções Audiovisuais LTDA
Produção Executiva: Patrícia Chamon
Roteiro: Betse de Paula e Juliano Salgado
Direção de Fotografia: Jacques Cheuiche, ABC.
Trilha Musical: Naná Vasconcelos
Montagem: Dominique Pâris
Edição de Som: Virgínia Flores
Câmeras: Jacques Cheuiche, Juliano Ribeiro Salgado, Bacco Andrade e Betse de Paula
Produtora associada: Vera de Paula
Assistência de direção: Gabriela Lins e Silva

 

Tatuagem (2013) - PE
Direção: Hilton Lacerda
Classificação indicativa: 16 anos / 110’

Ano de 1978. No Brasil, a ditadura militar, ainda atuante, mostrava sinais de superação. Um teatro/cabaret de fundo anarquista, o Chão de Estrelas, que reunia intelectuais e artistas, junto a seu tradicional público de homossexuais, ensaiava a resistência pelo deboche e pela anarquia. Clécio, 32 anos é o líder dessa trupe. Sua personalidade forte e imperativa garante-lhe autoridade. Sua vida muda ao conhecer Fininha, apelido do soldado Arlindo, 18 anos. Recruta do interior e que serve ao exército na capital, é cunhado de um dos membros da trupe. Clécio inicia com Fininha um romance onde as relações de poder se estabelecem de forma enviesada. O amor que germina desse encontro é pautado pelo conflito entre os dois mundos.

Ficha técnica
Empresa Produtora: REC Produtores Associados
Produção Executiva: João Vieira Jr. e Nara Aragão
Roteirio: Hilton Lacerda
Elenco: Irandhir Santos, Jesuíta Barbosa, Rodrigo García, Sílvio Restiffe, Sylvia Prado
Direção de Fotografia: Ivo Lopes Araújo
Direção de Arte: Renata Pinheiro
Trilha Musical: DJ Dolores
Montagem: Mair Tavares
Figurino: Chris Garrido
Maquiagem: Donna Meirelles
Técnico de som: Danilo Carvalho
Edição de Som: Waldir Xavier
Mixagem: Ricardo Cutz

Perfil do diretor
Hilton Lacerda, premiado roteirista dos filmes “Baile Perfumado”, “Amarelo Manga”, “Baixio das Bestas” e “A Festa da Menina Morta”, entre outros, lança seu primeiro longa de ficção onde assina, além do roteiro, a direção da obra.