Buscando incentivar a leitura e a escrita, o projeto Sapeca do bairro Piratini desenvolveu cinco livros coloridos de madeira, com histórias criadas pelas próprias crianças. 

 

Crédito: Tela Tomazeli

 

As histórias foram escritas pelas cinco turmas do projeto, e foram impressas e anexadas em estruturas de madeira. Os alunos também coloriram e tornaram os livros interativos. O projeto literário foi apresentado pela primeira vez na 21ª Feira do Livro de Gramado. Após sair do prédio da prefeitura, onde esta exposta, a exposição será exibida na Secretaria de Cidadania e Assistência Social.

“Inicialmente, a ideia era incentivar a leitura e a escrita, mas acabamos despertando muito mais do que isso. As crianças desenvolveram a criatividade e participaram de todo processo de construção dos trabalhos. Pretendemos seguir com projetos como esse, afinal, é gratificante a realização dos alunos ao verem seus trabalhos prontos e exibidos para todos”, afirma a monitora socioeducativa, Cássia de Oliveira Souza.

 

Crédito: Tela Tomazeli

 

O Projeto Sapeca é promovido pela Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria de Cidadania e Assistência Social, e atende cerca de 120 crianças entre 5 e 12 anos, com sedes nos bairros Piratini e Várzea Grande.

 

Crédito: Tela Tomazeli

 

Crédito: Tela Tomazeli