O Gramadozoo inaugurou nesta segunda-feira (30) um recinto especial para as iguanas. Com amplo espaço, a nova casa dos répteis conta com climatização e lâmpadas que imitam a radiação solar. O parque recebeu três iguanas nos últimos meses. Os animais são oriundos de apreensões de órgãos ambientais.

O veterinário Renan Stadler, responsável técnico do Gramadozoo, observa que as iguanas passaram por exames e, além de recinto adequado, também contam com alimentação balanceada. Em função de erros de manejo, uma delas apresenta deformidades irreversíveis na coluna vertebral. O animal foi encontrado caminhando pela avenida Protásio Alves, em Porto Alegre. "Apesar de lesão na coluna, ela não apresenta deformidade nos órgãos internos", diz.

Stadler explica que iguanas são animais ectotérmicos, ou seja, a temperatura corporal delas varia de acordo com a temperatura ambiente. "No novo recinto, elas permanecem com temperatura controlada variando entre 22° e 26° C”, diz Stadler.

Além do controle de temperatura, o veterinário frisa que os animais precisam de atenção especial com a alimentação “São animais que necessitam de cuidados especiais, dieta balanceada e espaço que possibilite o crescimento. O tráfico de animais silvestres é o terceiro delito de maior incidência no Brasil. Fica atrás apenas do tráfico de drogas e de armas”, alerta. Conteúdo: Halder Ramos