Larissa Catarina Nunes Santana

Nutricionista. Especializaçda em Produção Alimentar e Alimentação Funcional. Pós Graduada em Alimentação Clínica

 

Chocolate: uma maravilhosa tentação!

Como não se render a esta deliciosa maravilha, em pleno no período de Páscoa, ainda mais em uma cidade considerada a terra do Chocolate? Simplesmente impossível! Mas, para nossa alegria, o chocolate não é o vilão da alimentação saudável como já se pensou um dia. Pelo contrário, pesquisas recentes apontam que o chocolate traz benefícios para a saúde, inclusive para o humor e para longevidade.

 

Crédito:  pixabay

 

Composição do Chocolate

O chocolate é um alimento feito à base da semente do cacau. Esta semente é composta principalmente de gorduras (monoinsaturadas e saturadas) e flavonóides (substâncias antioxidantes). Além disso, contém quantidades significativas nutrientes essenciais, principalmente as vitaminas complexo B, vitamina C e minerais como ferro, cobre, cromo, magnésio, manganês e zinco. Devido a esta composição, o chocolate é considerado um alimento de alto valor nutricional.

 

Melhorando o humor

Sabe aquela sensação de prazer que sentimos quando acabamos de comer um pedaço de chocolate? Ela se deve a grande quantidade de triptofano presente neste alimento. O triptofano é um aminoácido precursor de alguns neurotransmissores, mas principalmente da serotonina, um neurotransmissor relacionado ao humor, a sensação de alegria, ao relaxamento e a diminuição do estresse. A baixa quantidade de serotonina disponível no cérebro está ligada, dentre outros fatores, a distúrbios do sono, de humor e a depressão.

 

Crédito: pixabay

 

O chocolate e a saúde

Não bastasse o chocolate nos deixar mais felizes, também nos deixa mais saudáveis. O cacau é rico em antioxidantes, essas substâncias agem retirando os radicais livres do nosso organismo. Esses radicais livres são resultado do nosso metabolismo diário e são responsáveis, entre outros fatores, pelo envelhecimento e danos celulares. Os antioxidantes agem neutralizando a ação destes radicais livres, além de auxiliar no controle da pressão arterial, na prevenção do câncer, no aumento do HDL (colesterol bom) e diminuição do LDL (colesterol ruim). Não é o máximo?

 

Crédito: pixabay

 

O doce chocolate amargo

Mas é preciso ter cuidado na escolha do chocolate certo. Para obter todos os benefícios desta maravilha, é importante consumir o chocolate amargo, aquele com no mínimo 70% de cacau na sua composição ou o cacau puro 100%. O meio amargo com 41% de cacau também oferece estes benefícios, mas em menor escala. Lembrando que o chocolate ao leite e o chocolate branco tem uma concentração bem menor de cacau, um teor maior de açúcar e de gorduras hidrogenadas, que podem levar ao rico de obesidade e doenças cardiovasculares.

E cuidado com as calorias, mesmo sendo muito saudável o chocolate é calórico! A recomendação é o consumo de 30 gramas de chocolate amargo por dia. Então vamos aproveitar e nos deliciar com esta maravilha, e o melhor, sem culpa!

 

As imagens e conteúdo do texto são de responsabilidade do colunista.

Contato: larissacatarina@yahoo.com.br