Obra de Rita Gil. Crédito: Rafael Cavalli

 

De 03 de abril a 13 de maio, no segundo andar do Memorial do Rio Grande do Sul, Sala Múltiplos Usos. De terça a sábado, das 10 h às 18 h; domingo e feriados, das 13 h às 17 h. A partir de 6 de junho, de segunda-feira a domingo, das 9 h às 19 h. Entrada franca.

A exposição aborda o processo civilizatório do homem, mais especificamente do Homo Sapiens, e sua vivência ao longo dos séculos, do tempo das cavernas a questões contemporâneas. 

Sob a curadoria do artista visual e arquiteto Anaurelino Barros Neto, a mostra exibe obras de 22 artistas locais, além de obras de coleções particulares - como uma de Magliani (1965) e desenho de Glauco Rodrigues - por meio de ilhas dentro da expografia, abordando o processo civilizatório do Homo Sapiens.

Segundo o curador, os trabalhos contam episódios marcantes dessa trajetória, como a temática dos negros e indígenas, crenças e mitos, além da religiosidade – a religião afro-brasileira e a busca de um Deus. “As obras propõem uma reflexão e um questionamento sobre essas questões ao longo dos séculos e também o futuro da nossa espécie na Terra”, enfatiza Anaurelino. Ao lado obra de Kira Luá

A exposição apresenta os trabalhos como fragmentos visuais, em aspectos diversos, como origem, evolução, psicologia, etnologia, características e crenças. “Aos poucos, colocamo-nos eretos. Adquirimos novas conexões cerebrais, a partir da coordenação entre visão e mãos. Desenvolvemos habilidades únicas, atribuídas a nossa capacidade de criar conceitos abstratos como religião, poder, ética, organização política e arte” – destaca o curador. 

 

 

Ethno-Fragmentos do Homo Sapiens conta com esculturas e pinturas dos seguintes nomes das artes plásticas no Rio Grande do Sul: Alexandre Lopes Fagundes, Aglaé M Oliveira Amo, Arminda Lopes, Cho Dorneles, Fátima Pinto, Fernanda Martins Costa, Geraldo Markes, Graça Craidy, Gustavo Sza, Helena D’Ávila, Helenice Porcella, José Kanan, Kira Luá, Magna Sperb, Marli Leal da Silva, Marcos Porto, Ondina Pozoco,Ricardo Aguiar, Ricardo Giuliani, Rita Gil, Roberta Agostini, Ubiratan Fernandes.