Artistas nacionais e internacionais assinam os trabalhos

No ano em que comemora 15 anos, com mais de 30 edições realizadas e 12 coleções que já percorreram os cinco continentes, o projeto Miniarte promoverá uma grande celebração, trazendo para Gramado três exposições simultâneas e exatas 244 obras de artistas nacionais e internacionais. A inauguração das mostras ocorre no próximo sábado (4), às 11h, no Centro Municipal de Cultura, com a participação do quarteto de cordas de Gramado.

O projeto Miniarte Ilusão reúne 173 artistas de todo o mundo que assinam obras de pequeno formato, em telas de 18x18cm. Mantendo o caráter democrático que a exposição preconiza, não há seleção de trabalhos, ou seja, todos os inscritos integram a mostra.

A segunda exposição, Fiesta de Paz, reúne 60 artistas da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Estados Unidos, México, Espanha e Venezuela, mostrando a união dos povos, já que a arte não tem fronteiras. São telas de 40x40cm que expõem a concepção de paz de cada artista. Por fim, a terceira mostra está atrelada ao projeto Kombina da escritora Christina Dias. Textos de 11 escritores foram impressos sobre algumas imagens selecionadas da Fiesta de Paz, formando a mostra Palavras na Parede. As três exposições são coordenadas e organizadas por Clara Pechansky, criadora e dirigente do Projeto Miniarte Internacional.

“São 244 artistas, sendo eles 11 escritores e 233 artistas visuais, enlaçados em um grande abraço internacional, interligando as culturas e os povos”, explica Clara.

As três exposições - Miniarte, Fiesta de Paz e Palavras na Parede - estarão no Centro Municipal de Cultura (Rua Leopoldo Rosenfeld, nº 818, bairro Planalto, junto ao Lago Joaquina Rita Bier) de 4 a 30 de agosto e poderão ser apreciadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h30min. O projeto tem o apoio da Prefeitura de Gramado e da Secretaria da Cultura.

O Secretário da pasta, Allan John Lino, salienta que o Centro de Cultura tem sido reorganizado, inclusive recebendo pintura e nova iluminação para receber cada vez mais e em maior número as atividades culturais. “O Centro Municipal está sendo todo reformulado para melhor atender as necessidades de exposições tão grandiosas quanto esta, transformando-o em uma verdadeira galeria. É uma alegria muito grande podermos receber estas três exposições simultaneamente”, destaca Allan.

 

Zoravia Bettiol é a artista homenageada

Anualmente, o projeto Miniarte homenageia um artista. Em 2018, a homenageada é a artista plástica Zoravia Bettiol, que participou de todas as 30 edições da Miniarte. Zoravia nasceu em Porto Alegre, em 1935, e é também designer e arte-educadora. Trabalha com artes gráficas, arte têxtil, pintura, murais, instalações e performances. Atualmente, integra a diretoria da Associação Chico Lisboa e da Agapan e é coordenadora da Comissão Pró-Museu das Águas de Porto Alegre. Suas obras estão em acervos dos principais museus do mundo como o Metropolitan Museum e o Brooklyn Museum, ambos de Nova York; o Kunstindustriemuseet, de Oslo (Noruega), e o Museum of Modern Art, de Kyoto (Japão).

 

SERVIÇO

Exposição Miniarte Ilusão, Fiesta de Paz e Palavras na Parede

Quando: 4 a 30 de agosto

Onde: Centro Municipal de Cultura (R. Leopoldo Rosenfeld, 818, Bairro Planalto, junto ao Lago Joaquina Rita Bier)

Horário: Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h30min

 

AS TRÊS EXPOSIÇÕES

Miniarte

O projeto Miniarte Ilusão reúne 173 artistas que assinam obras de pequeno formato, em telas de 18x18cm. Mantendo o caráter democrático que a exposição preconiza, não há seleção de trabalhos, ou seja, todos os inscritos integram a mostra.

 

Fiesta de Paz

Débora iron. Crédito: Divulgação

 

Reúne 60 artistas da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Estados Unidos, México, Espanha e Venezuela, mostrando a união dos povos, em telas de 40x40cm que expõem a concepção de paz de cada artista.

As telas desta exposição serão comercializadas através da Gravura Galeria em Porto Alegre, a partir do dia 5 de setembro.

 

Palavras na Parede

 

Está atrelada ao projeto Kombina da escritora Christina Dias, com textos de 11 escritores que foram impressos sobre algumas imagens selecionadas da Fiesta de Paz, formando a mostra.