Por Lucas Mello, Assistente de Sucesso do Cliente na Orgânica Digital.

Como falamos no último artigo sobre atendimento, temos que nos diferenciar e inovar sempre, para assim fidelizar os nossos maiores parceiros, os nossos clientes. Vamos focar hoje em um dos itens que falamos naquele artigo, o atendimento eletrônico. Esse é um dos itens que muitas empresas que não prezam por um atendimento de qualidade deixam a desejar.

Sabe aquela função de ficarmos discando o número da opção, por exemplo, “...se você deseja comprar nossos produtos, digite 1…” “...para confirmar a compra, digite 2…”, então, essa é uma das coisas que você não quer precisar fazer, não é mesmo? Então por que você faria seu cliente passar por isso?

 

Confira abaixo 4 razões para não utilizar o atendimento eletrônico em sua empresa:

 

1 - É um método velho que não permite conhecer o público que está chegando. Não é mensurável!

Qual é o seu público-alvo? Qual é o público alvo que está chegando para você?

Se você sabe responder essas simples perguntas, isso pode significar que você já largou ou nunca utilizou o atendimento eletrônico.

Além de você entender o seu público, você entenderá melhor os hábitos dele melhorando e inovando cada vez mais os seus produtos para que a sua abordagem resulte em uma venda.

Mas já imaginou se você nem sequer soubesse qual era o público que está chegando?

Uma coisa seria garantida, inovar e melhorar seriam como um tiro no escuro, sem garantia nenhuma de sucesso. Além disso, o seu esforço para vender algo seria maior.

 

2 - Pode causar desistência dos seus clientes no momento da compra e até mesmo má fama para sua empresa.

Vamos ser sinceros, o dia que você ligou para alguma empresa e passou pelo atendimento eletrônico, a primeira coisa que você fez após o final da ligação foi relatar para alguém sua péssima experiência ou então ter simplesmente lamentando ter que passar por isso.

Esse fato apenas demonstra o quanto nem você e nem ninguem gosta disto. Muitos desistem assim que percebem que o atendimento é eletrônico. Neste instante, você passou a ser um detrator da marca.

 

3 - Não passa o posicionamento da sua empresa.

Toda a empresa segue algumas regras de ética básica no atendimento ao cliente, sejam elas manter a paciência, demonstrar carisma, não interromper o cliente e assim por diante.

Apenas estes três itens que citamos, já tornam o atendimento eletrônico inviável, pois não podemos, com a tecnologia básica do atendimento eletrônico, efetuar estas tarefas básicas, pois as opções são padrões e não alternarão de acordo com a personalidade de cada cliente.

Quando falamos de pessoas atendendo, sempre vamos ter um nível de atendimento elevado com uns enquanto com outros não, pois assim como todos os clientes são diferentes, suas personalidades também, exigindo que o atendimento vá de acordo com o comportamento de cada um.

 

4 - Nem todos os problemas podem ser solucionados através do atendimento eletrônico.

O atendimento eletrônico, por padrão, segue uma linha de respostas nas quais tem opções limitadas, ou seja, se caso o cliente estiver querendo solucionar um problema ou buscar informações específicas sobre um produto, o atendimento eletrônico se tornará um obstáculo, e no fim das contas esse mesmo cliente vai acabar desistindo da ligação.

O conteúdo da coluna assinada assim como as imagens é de responsabilidade do colunista.