Luxo

Franciele Freitas, Carlos Eduardo Soares Dani e Geraldine Gauer Balen apresentam um legítimo antiquário, em Caxias do Sul, com peças fabricadas em outras épocas para o mercado de decoração de luxo. Crédito Guilherme Jordani. 

 

Resgatar histórias a partir dos objetos perdidos no tempo é o que motivou os amigos de longa data Carlos Eduardo Soares Dani, Geraldine Gauer Balen e Franciele Freitas a inaugurar o L’Antiquaire, um legítimo antiquário que comercializa única e exclusivamente peças antigas de qualidade. A boa nova ocupará uma casa da década de 1940, na Avenida Júlio de Castilhos, em Caxias do Sul, com uma seleção única de móveis, lustres, objetos decorativos, porcelanas, pratarias e cristais. O empório abre as portas na próxima terça-feira, 07, com uma semana de inauguração dedicada à apresentação do antiquário à comunidade e aos profissionais da área de design e arquitetura. 

 

Especial

A fotográfica caxiense Paulla Segala está às voltas com os preparativos para a primeira Confraria da Mulher de 2017. O evento, que será em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (lembrado em 08 de março), ocorrerá no dia 07 de março, no espaço de eventos do Café de La Musique Caxias. Para ilustrar o evento, Paulla convocou uma palestra com a escritora e jornalista Mariana Kalil, que abordará o tema: Eu sou normal? Confidências e risadas com Mariana Kalil. 

Além da conversa informal com a jornalista, as empresárias Edilaine da Costa Casagrande e Hellen Telles Reck, proprietárias da loja Couros do Valleh Caxias, armam um desfile de moda para apresentar as tendências do inverno. De quebra, a especialista em Dentística, Fernanda Crosa Remussi, da Crosa Odontologia Integrada, irá abordar curiosidades sobre a odontologia estética para mulheres. 

 

Mariana Kalil ainda vai falar sobre estilo, moda, relacionamento, comportamento feminino, casamento, amizades, alimentação e sobre como pode ser libertador lidarmos de forma saudável com nossas imperfeições e anormalidades. Sem culpas, sem temores. Com maior autoaceitação e bem-estar. Crédito José Waxemberg. 

 

Carnaval  

A sétima edição do Carnaval do Bloco da Velha foi o maior sucesso e reuniu milhares de participantes nas ruas de Caxias do Sul. A Festividade, que ocorreu no domingo, 26, contou com apresentações do DJ Mono, do ator Davi Souza, dos instrutores de dança da MIXturado e da Banda do Bloco da Velha. Ultrapassando a marca da última edição, o festejo, que tinha como tema os 100 anos de Samba, reuniu cerca de 40 mil foliões em Caxias do Sul, segundo os idealizadores do projeto, Germano Weirich, Guilherme Martinato, Tiago Daltoé, Graziela Martins e Marion Martinato. Uma estrutura com a presença de food trucks de diversificada gastronomia, bares, sistema de som e iluminação embalou a festa dos foliões. Neste ano, o projeto teve financiamento da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), apoio da Racon e apoio cultural de Ou Martiplast, Alfa Laboratórios, Sorvelândia e Orquídea. A produção musical da festa foi do cantor e compositor Dan Ferretti, que também integrou o elenco de artistas da Banda Bloco da Velha.

 

Os manos Marion e Guilherme Martinato felizes com o sucesso do bloco carnavalesco. Crédito Daniela Xu. 

 

Germano Weirich colaborou nas honras de mais uma edição. Crédito Daniela Xu.

 

Tiago Daltoé e Graziela Chiattone Martins do grupo de organizadores do maior bloco de rua da Serra Gaúcha. Crédito Daniela Xu.  

 

O escritor Pedro Guerra esbanjou estilo pelas ruas de Caxias do Sul. Crédito Daniela Xu.

 

Entusiastas do carnaval, o Bloco Fugidos do Armário, organizado pela Level Cult, participou das comemorações carnavalescas. Crédito Daniela Xu. 

 

Fabiana De Zorzi e a pequena Domênica brincaram o carnaval. Crédito Daniela Xu.

 

Toda linda Ana Maria Peteffi aproveitou a movimentação do Bloco da Velha. Crédito Daniela Xu.

 

Simone Redaelli e Guilherme Fedrizzi vestiram o abada do Bloco da Velha, que esse ano teve como tema: 100 anos de samba. Crédito Daniela Xu. 

 

E-mail do colunista: noticias@latosensucom.com.br

O conteúdo da coluna assinada assim como as imagens é de responsabilidade do colunista.