O Peru é um país que desperta muita curiosidade, por sua diversidade histórica, cultural, gastronômica e natural. Sem dúvida, é um dos mais exóticos e interessantes países sul-americanos, respaldado por seu passado que abrigou um dos mais conhecidos impérios que já existiram sobre a Terra: o Império Inca. Ruínas das antigas cidades, entre elas a mística Machu Picchu, estão espalhadas por todo o território peruano. E a cada dia os brasileiros estão descobrindo este estupendo país de belezas naturais, riqueza arquitetônica, histórica e patrimônio arqueológico.

Já tive a oportunidade de visitar este destino algumas vezes e, sempre que retorno, descubro novas atrações. O Peru é um destino que une rica gastronomia, paisagens de tirar o fôlego, turismo existencial e de experiências e um peso místico muito forte. Ao mesmo tempo que possui diversas fontes de riqueza cultural, o país sofre também com alguns contrastes.

A capital Lima, por exemplo, possui cerca de 10 milhões de habitantes entre eles muitos marginalizados e a pobreza latente em alguns bairros. Por outro lado, o destino conta com uma gastronomia diferenciada, entretenimento de alto nível, a exemplo dos cassinos, e um povo acolhedor e hospitaleiro. 

O Peru vem crescendo enquanto destino de negócios e investe para isso com o incremento financeiro em locais como San Isidro,  com o novo Centro de Convenções de Lima, apostando cada vez mais na captação deste segmento turístico.

Os maiores emissivos são os EUA, Canadá, Europa, além do Brasil. O país vizinho também vem aumentando sua malha aérea com um aeroporto diferenciado e moderno.  Trata-se, portanto, de um destino completo, bonito e de intensos contrastes, que está muito próximo do Brasil e do RS, com cerca de quatro horas e meia de viagem em um voo direto e financeiramente viável, ou seja, um destino acessível para conhecer.

 

Eduardo e a esposa Juliana. Crédito arquivo pessoal

 

Machu Picchu. Crédito arquivo pessoal

 

E-mail do colunista: eduardo@rossiezorzanello.com.br

O conteúdo da coluna assinada assim como as imagens é de responsabilidade do colunista.