Festa de todos os Santos

(Mt, 1-12ª)

As bem-aventuranças proclamadas por Jesus funcionam como balizas para quem está empenhado em participar plenamente das alegrias do Reino. A alegria maior para o seguidor do Mestre consiste em ser acolhido no Reino, pelo Pai, e poder viver a eterna comunhão com ele.

Ao balizar o caminho do Reino, Jesus estabeleceu parâmetros concretos para orientar a vida do discípulo. São grandes linhas de ação, que conduzem à santidade. Quem se guia por elas, pode estar certo de estar no caminho seguro. 

Para alcançar a santidade do Reino é preciso: ter um coração de pobre, totalmente radicada em Deus; ir à contramão do mundo, mesmo devendo sofrer as circunstâncias; ser manso, portanto, não impor-se pela violência; ansiar pela justiça de Deus e contar com ela; ter um coração cheio de misericórdia para com os semelhantes; recusar-se empregar dolo ou frade no trato com o próximo; buscar sempre criar laços de comunhão entre as pessoas, ajudando-as a superar as divisões; não vacilar nos momentos de perseguição, quando resultarem do testemunho do nome de Jesus. 

Este projeto de vida é tremendamente exigente. Qualquer desavisado pode correr o risco de desesperar-se ao se confrontar com ele. Contudo, o Senhor do Reino concede seu Espírito, que dá ânimo e força para quem, com sinceridade, trilha o caminho do céu. 

 

Façamos nossa oração: 

Espírito de ânimo e coragem fortifica-nos na caminhada para o Céu, seguindo as indicações oferecidas por Jesus, a fim de que nós não esmoreçamos nos momentos de dificuldades. Amém 

 

E-mail do colunista: pe.arisilva@hotmail.com

O conteúdo da coluna assinada assim como as imagens é de responsabilidade do colunista.