(Lc. 21, 5-19) 

As profundas mudanças socioculturais que estão acontecendo em nossos dias e a crise religiosa que sacode as raízes do cristianismo no Ocidente,  precisamos buscar força e motivação em Jesus Cristo. O Evangelho desse domingo nos sugere alguns conselhos.

1. Ser realista: Jesus em nenhum momento falou aos seus seguidores que haveria um caminho fácil de êxito e glória para trilhar, pois Ele não quer o triunfalismo, nem alimenta a nostalgia de grandezas.

2. Não ser ingênuos: Em momentos de crise, desconcerto e confusão não são estranhos ouvir mensagens e revelações propondo novos caminhos de salvação. Jesus alerta para não cairmos em ingenuidade de dar crédito a mensagens alheias ao Evangelho nem fora e nem dentro da Igreja. “Não sigais, pois Jesus Cristo é o único fundamento e origem de nossa fé.

3. Nos concentrar no essencial: Cada geração cristã tem seus próprios problemas, dificuldades e buscas. Não perder a calma, mas assumir nossa responsabilidade. “Eu vos darei palavra e sabedoria, inclusive num ambiente de rejeição ou desafeto para que possamos praticar o Evangelho e viver com sensatez cristã.

4. É a hora do testemunho: Os tempos difíceis não devem ser tempo para as lamentações, à nostalgia ou o desânimo. Não é a hora da resignação, passividade ou de omissão. Em tempos difíceis Jesus diz: “Tereis ocasião de dar testemunho”.

5. Paciência: Esta é a exortação de Jesus para os tempos difíceis. “Por vossa perseverança salvareis a vossa vida”. Entre nós cristãos falamos pouco da paciência, embora precisamos dela mais do que nunca. É o momento de cultivar um estilo de vida cristã, paciente e tenaz, que nos ajuda a responder aos novos desafios, sem perder a paz nem a lucidez. A paciência no Evangelho não é uma virtude própria de homens fortes e aguerridos. É antes a atitude serena de quem crê num Deus paciente e forte que alenta e conduz a história. É bom pensar!

 

E-mail do colunista: pe.arisilva@hotmail.com

O conteúdo da coluna assinada assim como as imagens é de responsabilidade do colunista.