A Bíblia e a Água nos ritos de purificação do ser humano. 

Na reflexão última passada vem o “fogo” com uma simbologia profunda no imaginário dos povos da antiguidade e principalmente na linguagem religiosa do AT como também do NT. Nessa semana vamos abordar o elemento de purificação: A Água. Em todas as culturas, o banho é considerado ato de purificação, de renovação e de renascimento.

Quando se está cansado, toma-se um banho e, esse, regenera as forças como se nascesse novamente. “...na antiguidade, também banhavam estátuas de deuses, para renovar a relação entre Deus e o homem”. (GRÜN, 2008). A sensação que se tem ao tomar um banho é de uma limpeza exterior que atinge igualmente a interioridade. “A psicanálise vê no banho o desejo inconsciente de voltar ao ventre materno e aí recuperar a pureza original”. E segue: Às vezes sonhamos que estamos nadando em águas turvas; esse é um símbolo de que o nosso inconsciente está impuro.

No AT. encontramos uma cena aonde os Israelitas, na sua peregrinação pelo deserto, chegaram a Mara: Aí “não puderam beber a água de Mara por ser amarga”. (Ex 15, 23). Então Moisés, jogou um pedaço de madeira na água e esta se tornou doce. Grün afirma: “A água amarga é símbolo da amargura interior que torna penosa a nossa vida; às vezes existe em nós uma fonte amarga, da qual não podemos beber”.

O sentido dado à madeira jogada na água é a Cruz, onde Cristo foi crucificado. Segundo os Santos Padres, a cruz de Jesus em nossa amargura é transformada, e nós podemos beber de uma fonte pura dentro de nós. A purificação pela água como um símbolo interior significa: “Reconheço que minha alma está poluída pelo ódio e pela amargura”: (GRÜN, 2OO8). E segue: “Então apresento a Deus esse meu lado sujo, coloco-o no banho do amor divino, para que me lave da minha culpa e dos meus sentimentos de culpa; confesso minha culpa perante Deus ou perante um homem, no caso do sacramento da penitência”.

O Batismo é o sacramento que nos purifica pela água. Reflita! 

 

E-mail do colunista: pe.arisilva@hotmail.com

O conteúdo da coluna assinada assim como as imagens é de responsabilidade do colunista.