O projeto do Executivo que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e execução da lei orçamentária para o exercício de 2019 foi aprovado na última segunda-feira (08), durante a sessão da Câmara Municipal, de forma unânime.

A receita do município para 2019 está estimada em R$ 248.236.154,61. Desse valor R$ 215.954.609,61 seriam do Executivo e R$ 32.281.545,00 da Gramadotur.Os Gastos com pessoal no Executivo estão estimados de R$ 118.808.138,91, da Gramadotur R$ 3.260.184,00 e do Legislativo R$ 2.966.000,00, desta forma se somados os valores a serem pagos, em pessoal, pela Gramadotur e Executivo, o percentual fica em 51,19%, bem próximo dos 54% permitido e, no do Legislativo 1,24%.

 

Valores por Secretaria:

  • Gabinete do Prefeito – R$ 5.320.852,34
  • Secretaria Indústria, Com., Trab. E Serviços – R$ 912.599,72
  • Secretaria de Administração – R$ 7.063.077,06
  • Secretaria da Fazenda – R$ 12.434.508,00
  • Secretaria do Planejamento – R$ 2.727.756,06
  • Secretaria de Educação – R$ 61.282.157,11
  • Secretaria  da Saúde – R$ 45.666.438,31
  • Secretaria de Obras – R$ 25.849.689,99
  • Secretaria da Agricultura – R$ 9.112.706,43
  • Secretaria  de Turismo – R$ 2.348.885,55
  • Secretaria  de Cidadania e Assistência Social – R$ 6.990.117,55
  • Secretaria  do Meio Ambiente – R$ 14.698.704,34
  • Secretaria de Governança – R$ 2.448.685,68
  • Secretaria  da Cultura – R$ 2.756.775,32
  • Secretaria  de Trânsito e Mobilidade Urbana  - R$ 3.496.190,75
  • Secretaria de Esporte – R$ 3.845.466,40
  • Autarquia Gramadotur – R$ 34.281.544,00
  • Reserva de Contingência – R$ 2.000.000,00
  • Câmara de Vereadores – R$ 5.000.000,00

Total Geral – R$ 248.236.154,61

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) dará embasamento à elaboração do Orçamento Municipal para 2019, pois ela define as metas e prioridades da administração para o ano seguinte e orienta a elaboração da lei orçamentária anual (LOA), além de equilibrar receita e despesas. O projeto do Orçamento Municipal para 2019 deve ser protocolado nos próximos dias na Câmara Municipal.

Desta forma, no intuito de colaborar para uma melhor redação da Lei Orçamentária, os Vereadores estão encaminhando à Prefeitura um relatório com vários apontamentos feitos por eles, após reuniões com segmentos e também dando vasão ao que foi discutido na Audiência Pública promovida  pelo Legislativo.