Ela está no brazão de Gramado

Tu conhece a pinha? Dá uma olhada ali, verdinha, pronta para cair no inicio de julho. Eu tenho uma araucária em frente minha casa, ano sim, ano não, ela me dá pinhões, lindos, gordos. A noite acordo com as pinhas caindo. Eu gosto de assá-los mas como não tenho mais fogão a lenha, faço eles no forno, cobertos de sal grosso, colocando gotas d´agua, é quase como assá-los, ficam deliciosos com uma taça de vinho. Cozidos são ótimos também. Gramado. Crédito: Tela Tomazeli

 

As gripas da araucária são ótimas para fazer fogo. Elas começam a cair no inicio do verão. Eu recolho todas, minha garagem fica tomada. Quando começa o frio eu podo os galhos e inicio o fogo na estufa a lenha, que aquece toda casa, por mais dias e é mais eficiente que a calefação (ganhei dos meu amigos Ze Wilson Coronel e Wagner Brasil, um luxo). Além de iniciar o fogo, a imagem de ficar observando o processo é linda. Gramado. Crédito: Tela Tomazeli

 

Mas se tu é realmente 'raiz', te emociona com um pôr do sol nela. Eu me derreto. Gramado. Crédito: Tela Tomazeli

 

Foto: Tela Tomazeli

 

As estradas são tomadas pelos vendedores de pinhão. Foto: Tela Tomazeli